Inicio » Minas Gerais » MG – Radares meteorológicos vão auxiliar produção no campo em Minas Gerais

MG – Radares meteorológicos vão auxiliar produção no campo em Minas Gerais

Morador do pequeno município de Francisco Badaró, no Médio Jequitinhonha, o produtor rural Flávio Figueiró Sousa sofre com a falta de chuva durante todo o ano. “É um desafio pra gente, está tudo muito seco”, diz. Agora, isso pode mudar. Flávio acaba de receber em seu terreno, sem custo algum, uma estação de monitoramento agrometeorológico.

São 39 estações já instaladas em Minas (Foto: Emater/ Divulgação)
São 39 estações já instaladas em Minas (Foto: Emater/ Divulgação)

.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

.

A iniciativa faz parte de um acordo de cooperação técnica firmado entre a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural de Minas Gerais (Emater-MG) e o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), que até o fim do ano vai colocar em funcionamento mais 112 pluviômetros em todo o estado.

No caso de Flávio, por exemplo, os dados poderão servir para programar o melhor período do ano para plantio e calcular a quantidade de irrigação necessária em função de quanto choveu. Na prática, isso significa um planejamento melhor da produção e colheita mais eficiente.

“Minha esperança é de que as coisas melhorem e eu consiga produzir mais”, conta Flávio. Em sua propriedade, ele produz milho, feijão e banana, além de criar gado.

Segundo o coordenador técnico da Emater-MG em Montes Claros, na região Norte do estado, Sérgio Oliveira, a primeira etapa do acordo foi concluída e consistiu na instalação de 39 estações meteorológicas automáticas em municípios do semiárido mineiro.

“Elas são recarregadas por meio de energia solar e enviam os dados automaticamente ao Cemaden, mediante sinal de telefonia celular. A Emater-MG receberá e analisará os dados coletados para envio ao produtor”, explica. As estações medem pluviosidade, umidade do ar e do solo, velocidade do vento, dentre outros.

Oliveira explica que a Emater-MG foi a responsável por identificar produtores interessados e mais sensibilizados com a questão ambiental. Agora, a previsão é a de que, ainda neste mês, comece a segunda fase, na qual serão instalados os 112 pluviômetros, distribuídos por 95 municípios. O objetivo é alocá-los de forma que sejam obtidas informações em todas as regiões do estado.

 “Os dados serão repassados mensalmente e indicarão, por exemplo, os níveis de umidade do solo e a quantidade de chuva naquela região”, diz Oliveira. A partir daí, a Emater-MG poderá realizar estudos no estado, fazer alertas de desastres naturais, e, ainda, prestar consultorias aos produtores rurais, facilitando a tomada de decisões no campo.

Números

São 39 estações já instaladas e 95 municípios mineiros ainda receberão 112 pluviômetros até o fim do ano. O investimento do Cemaden no programa é de R$ 2,2 milhões.

Etapas do acordo

1ª etapa (concluída) – Instalação de 33 estações do tipo PCD Aqua (fazem as medições da precipitação e umidade do solo); e instalação de 6 estações PCD Agro (monitoram a temperatura e umidade do ar e do solo, direção e velocidade do vento, radiação solar e saldo de radiação).

2ª etapa (em andamento) – Instalação de 112 pluviômetros que medem o índice pluviométrico, em 95 municípios.

mapa

.

VIATOTAL

ViaTotal

///////////////////////////

.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Cultura Moc - Festa Nacional do Pequi começa na próxima semana

Cultura Moc – Festa Nacional do Pequi começa na próxima semana

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 10 de dezembro de 2016.Cultura Moc – …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).