Inicio » Economia » Setor agropecuário registra alta nos preços de 1,44% na 2ª prévia do IGP-M

Setor agropecuário registra alta nos preços de 1,44% na 2ª prévia do IGP-M

A inflação no setor agropecuário acelerou no atacado. Os preços subiram 1,44% na segunda prévia do IGP-M de setembro, após redução de 0,36% na segunda prévia de agosto, informou nesta quinta-feira, 17, pela Fundação Getulio Vargas (FGV). A inflação industrial atacadista também ganhou força ao registrar alta de 0,69% na leitura divulgada nesta quinta, contra avanço de 0,15% no mês passado.

Os preços subiram 1,44% após queda de 0,36% em agosto Foto: Carlos Alberto / Imprensa de Minas Gerais
Os preços subiram 1,44% após queda de 0,36% em agosto
Foto: Carlos Alberto / Imprensa de Minas Gerais

.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

.

Dentro do Índice de Preços por Atacado segundo Estágios de Processamento (IPA-EP), que permite visualizar a transmissão de preços ao longo da cadeia produtiva, os preços dos bens finais subiram 0,28% na segunda prévia de setembro, em comparação com o recuo de 0,95% em igual prévia de agosto.

Os preços dos bens intermediários, por sua vez, tiveram alta de 1,04% na leitura divulgada hoje, após subirem 0,80% no mês passado. Já os preços das matérias-primas brutas avançaram 1,47% contra aumento de 0,22% na mesma base de comparação.

Do Estadão Conteúdo

.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 2 de dezembro de 2016. Temer sanciona …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).