Inicio » Internacional » América » EUA – Papa Francsico se encontrou em segredo com americana que se recusou a casar gays

EUA – Papa Francsico se encontrou em segredo com americana que se recusou a casar gays

Kim Davis e seu marido Joe foram enviados às escondidas à embaixada do Vaticano na quinta-feira passada e se reuniram com o papa durante 15 minutos.

EUA - Papa Francsico se encontrou em segredo com americana que se recusou a casar gays
EUA – Papa Francsico se encontrou em segredo com americana que se recusou a casar gays

.

VIATOTAL

ViaTotal

///////////////////////////

.

O papa Francisco se encontrou em segredo nos Estados Unidos com a funcionária pública do estado de Kentucky que passou alguns dias na prisão no início do mês por se recusar a emitir certidões de casamento para pessoas do mesmo sexo.

A informação foi publicada pelo jornal New York Times, que cita o advogado da mulher.
Kim Davis e seu marido Joe foram enviados às escondidas à embaixada do Vaticano na quinta-feira passada e se reuniram com o papa durante 15 minutos, afirmou ao NYT o advogado da funcionária pública, Mathew Staver.
O advogado afirmou que o encontro foi coordenado por funcionários do Vaticano.
“O papa veio até ela e estendeu a mão”, disse Staver.
“Agradeceu por sua coragem e disse: ‘Permaneça forte'”.
Davis, uma cristã devota de 49 anos, foi enviada à prisão no início do mês por desacatar uma ordem de um juiz federal de emitir certidões de casamento para casais do mesmo sexo. A funcionária alegou que suas crenças religiosas são contrárias ao matrimônio gay, que é legal desde junho em todos os Estados Unidos.
Ela foi liberada cinco dias depois. Cinco dos seis adjuntos de Kim Davis no condado de Rowan declararam sob juramento que obedeceriam a ordem do tribunal e emitiriam certidões de casamento a todos os casais legalmente aptos.
Durante a visita aos Estados Unidos na semana passada, Francisco falou sobre a liberdade religiosa, mas não mencionou em nenhum momento o caso de Kim Davis.
Durante o voo de retorno ao Vaticano, no entanto, afirmou a um repórter americano que o questionou sobre o caso Kim Davis que, apesar de não ter condições de falar de casos específicos, “a objeção de consciência é um direito que é parte de todos os direitos humanos”.
DA AFP
.

oBoticário

///////////////////////////

.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).