Inicio » Minas Gerais » Sul de Minas » MG – Corpo de Bombeiros amplia presença no interior de Minas Gerais

MG – Corpo de Bombeiros amplia presença no interior de Minas Gerais

Corporação inaugura mais um pelotão, desta vez em Guaxupé, completando 63 unidades em todo estado.

Pelotão de Guaxupé, inaugurado na última semana, vai atender a ocorrências em seis municípios da região
Pelotão de Guaxupé, inaugurado na última semana, vai atender a ocorrências em seis municípios da região

.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

.

O Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CBMMG) amplia a presença no interior de Minas Gerais, colocando em execução o Plano de Comando 2015/2026. Na última semana, a corporação instalou o 4º Pelotão de Bombeiros, no município de Guaxupé, na região Sul de Minas Gerais, somando 63 unidades em todo estado.

A nova unidade vai reduzir em até 80 km a distância de deslocamento para atender a ocorrências em mais seis municípios. Além de Guaxupé, o pelotão atenderá aos municípios de Juruaia, Muzambinho, São Pedro da União, Arceburgo, Nova Resende e Guaranésia.

.

VIATOTAL

ViaTotal

///////////////////////////

.

O efetivo do 4º Pelotão de Bombeiros é de 29 militares e quatro viaturas: uma unidade de resgate, equipada para atendimento a urgências e emergências; uma autobomba tanque para combate a incêndios e uma auto-salvamento.

De acordo com o comandante do pelotão, sargento Ivan Reis, a presença do Corpo de Bombeiros em Guaxupé vai potencializar o atendimento à população. “O município está em franco desenvolvimento, principalmente na área industrial, o que aumentará a demanda pelos  serviços da corporação”, diz.

Antiga reivindicação

O município de Guaxupé tem 49 mil habitantes e mais de 2,4 mil estabelecimentos comerciais. A unidade do Corpo de Bombeiros era uma reivindicação antiga da população, devido à importância dos trabalhos de prevenção e combate a incêndios, atendimento pré-hospitalar, busca e salvamento e demais atividades executadas pela corporação.

A sede está localizada em um antigo terreno onde funcionava a Escola Estadual Major Washington. O pelotão  também oferece o serviço de análise de projetos e vistoria, que era feito pelo município de São Sebastião do Paraíso.

Plano de comando

A inauguração de mais uma unidade do Corpo de Bombeiros é uma das ações previstas no Plano de Comando 2015/2026, que tem o objetivo de expandir o atendimento no estado.

Nessa linha de trabalho, a corporação já implantou, só neste ano, pelotões em Leopoldina, na Zona da Mata, e Caratinga, no Rio Doce. Também foram instalados Comandos Operacionais nas cidades de Governador Valadares, Montes Claros e Poços de Caldas.

A previsão é a de que, até 2026, o Corpo de Bombeiros esteja instalado em 124 municípios. Essa meta aproxima Minas Gerais da média nacional relacionada à presença da corporação em municípios por unidade da Federação.

Emergência médica

Outra ação do Plano de Comando é a implantação da Companhia Independente de Resgate, para cuidar da gestão das atividades de atendimento pré-hospitalar, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH).

Em fase piloto, o projeto estabelece a gerência única e especializada do serviço de emergências médicas do Corpo de Bombeiros.

O objetivo, de acordo com o Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CBMMG), é reduzir o tempo de resposta nos atendimentos entre o momento em que o cidadão aciona o socorro até o instante em que recebe atendimento.

“A criação da Companhia de Resgate vai promover uma especialização dos nossos bombeiros para atendimento a uma das atividades mais importantes para a corporação e necessárias para a população”, destaca o coronel do CBMMG, Sebastião Carlos Fernandes .

Segundo o coronel Fernandes, a Companhia de Resgate vai proporcionar também uma maior integração com o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). “Com isso, será oferecido à população um atendimento com mais qualidade e mais efetividade”, diz.

Funcionamento

A Companhia de Resgate será implementada em fases e está na etapa piloto, com testes de rotinas, escalas, pessoal e de infraestrutura em andamento.

O atendimento será oferecido a acidentes com vítimas feridas, acidentes com vítimas encarceradas, partos de emergência, queimaduras, resgates de motociclistas, mal súbito, quedas e acidentes vasculares cerebrais, paradas cardiorrespiratórias, entre outras urgências e emergências.

Estão previstas três unidades de resgate, seis motos resgates e 125 militares para atendimento à população, em dois turnos, 24h por dia. Pelo alto, o helicóptero EC-145, assim como os dois ‘Esquilos’ que pertencem ao Batalhão de Operações Aéreas, vão continuar prestando suporte a todas as unidades que necessitem do atendimento.

A previsão é a de que sejam investidos mais de R$ 1 milhão entre equipamentos e materiais, tais como colares cervicais, mantas térmicas, kits para partos e queimaduras, dentre outros.

Agência Minas

.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Hesiodo José

Coluna do Hesiodo José – Fragmentos Diários (aumento e também invento)

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 10 de dezembro de 2016.Coluna do Hesiodo …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).