Inicio » Colunistas » Alberto Sena » Coluna do Alberto Sena – Papa Francisco desmoraliza o capeta

Coluna do Alberto Sena – Papa Francisco desmoraliza o capeta

O Papa Francisco ainda será considerado o “Papa dos Séculos”. Depois de tudo já dito por ele e de tanta polêmica levantada, por último, saiu-se com mais esta: não há fogo no inferno. “Ora, bolas”, diria o poeta Mário Quintana.

Se não há fogo no inferno, então muda tudo. D’agora pra frente os montesclarinos, que estão ardendo debaixo de um Sol abrasador, não poderão mais dizer: “Aqui, tá fazendo calor dos infernos”. Não poderão mais, porque o Papa falou, não há fogo no inferno.

E se não há fogo, fiquei pensando com a manga esquerda da camisa, como é que ficará daqui pra frente o italiano Dante Alighieri com a Divina Comédia, belíssimo livro que deixa a gente de boca aberta, encabulado como é que pode um humano escrever livro de tamanha beleza poética e profundidade, mergulhando ao imo desta raça bípede implume. Nele, Dante trata do inferno de fogo.

Muda ou não muda tudo, essa declaração do Papa? Ninguém mais vai poder desejar ao próximo “arda nos quintos dos infernos seu fdp”. E agora? Como é que ficarão as coisas? Então, aquela figura diabólica do capeta, como é que fica agora se não há fogo no inferno? Evidentemente, não mais será usada aquela figura horrorosa e abrasadora com um tridente espargindo fumaça pra tudo quanto é poros.

O Papa, com toda a sua autoridade papal, vai me desculpar, mas ele não devia chutar o balde assim, a não ser que tenha ido lá pra ver com os próprios olhos e sentir o clima do lugar. E “adondé” que irão agora os mitos e as crendices? Ora, com efeito, diria a minha bondosa mãe Elvira. E agora?

O importante é saber quem é o responsável por nos ter incutido esse medo de ao morrermos irmos arder num inferno de fogo. Por que e pra quê será que fizeram isso com os ditos cristãos ao longo dos milênios? Muita gente deve ter problemas psicológicos e psicossomáticos por causa dessa figura mais parecida a um arquétipo.

E querem mais? O Papa disse que Adão e Eva “não são reais”. Essa declaração dele faz mudar ainda mais as coisas. A gente já ia começar a acreditar que a Humanidade nascera de um casal, Adão e Eva, e vem o Papa e estraga tudo. Essa história é uma mera metáfora, pois como é que pode um casal gerar essa quantidade de gente, mais de sete bilhões de almas vivas?

E se a gente considerar que a Igreja Católica já foi hegemônica e se considerava “dona de Jesus”, vem o Papa e diz que todas as religiões levam a Deus. Se ele falasse isso umas décadas atrás a Terra tremeria do ocidente ao oriente.

Essas declarações do Papa se parecem com a recente declaração da Nasa sobre a existência de água em Marte. Parece brincadeira, os norte-americanos gastaram até hoje fortunas de dólares para descobrir o que a Bíblia Sagrada já afirma a não sei quantos milênios – “as águas do alto”.

A vida surgiu na água, senão não haveria a necessidade de uma bolsa cheia dela pra nos dar a vida. No Oriente Médio as pessoas sabem retirar água do ar. Claro que há água em todo o universo.

Posso estar errado e se o leitor achar que estou mesmo, por favor, me corrija, mas melhor teriam feito os norte-americanos se investissem juntamente a outras potências, na solução dos problemas dos humanos na Terra. Isto feito, depois, na minha ignorância, acho, justificaria investigar o que há ao redor do nosso planeta até os confins das estrelas.

E voltando ao Papa Francisco, ele tem se mostrado simples, tão simples ao ponto de substituir o trono por um de madeira, modesto, num claro exemplo compatível com a sua origem religiosa.

Entretanto, o que mais chamou a atenção foi o comentário de um internauta sobre essa questão de troca de trono. O que Francisco fez ao optar por um trono de madeira seria, na comparação dele, a mesma coisa de “possuir uma BMW e um fusquinha e só usar o fusquinha, mas continua dono da BMW”. Não sabe ele que o Papa não é dono do Vaticano.

No frigir dos ovos – comam ovos todos os dias, é o alimento mais completo – o Vaticano, com toda a sua portentosa riqueza, deixaria Jesus Cristo, ao retornar, ele que não tinha nem aonde recostar a cabeça, sem entender o que fizeram do Cristianismo Verdadeiro.

Por Alberto Sena

Alberto Sena
Alberto Sena

.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

VLI abre vagas para programa Jovem Aprendiz em Montes Claros

VLI abre vagas para programa Jovem Aprendiz em Montes Claros

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 8 de dezembro de 2016.VLI abre vagas …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).