Inicio » Norte de Minas » Norte de Minas – Energia Fotovoltaica do Norte de Minas Adenor e Sedinor participam do Fórum Sudene de Energia e articulam apoio para implantação‏

Norte de Minas – Energia Fotovoltaica do Norte de Minas Adenor e Sedinor participam do Fórum Sudene de Energia e articulam apoio para implantação‏


Reviewed by:
Rating:
5
On 1 de outubro de 2015
Last modified:1 de outubro de 2015

Summary:

Norte de Minas - Energia Fotovoltaica do Norte de Minas Adenor e Sedinor participam do Fórum Sudene de Energia e articulam apoio para implantação

Adenor e Sedinor participam do Fórum Sudene de Energia e articulam apoio para implantação.

Norte de Minas - Energia Fotovoltaica do Norte de Minas Adenor e Sedinor participam do Fórum Sudene de Energia e articulam apoio para implantação‏
Norte de Minas – Energia Fotovoltaica do Norte de Minas Adenor e Sedinor participam do Fórum Sudene de Energia e articulam apoio para implantação‏

.

Natura

///////////////////////////

.

Os desafios e oportunidades para a diversificação da Matriz Energética foi tema de Fórum realizado com  representantes da Sudene e parceiros institucionais dos ministérios setoriais, universidades, centros de pesquisas, federações das indústrias, bancos de fomento, nessa terça-feira, 29 de setembro, em Recife.

O evento contou com representantes das Secretarias para assuntos de Energia do Rio Grande do Norte, Ceará, Maranhão, Bahia e Pernambuco, Universidades, Centros de Pesquisas, Federações das Indústrias e Bancos de Fomento.  Durante o Fórum sobre Energia, a Agência de Desenvolvimento da Região Norte de Minas – ADENOR juntamente com a AMAMS, em parceria com o Governo de Minas Gerais, através da Sedinor, participou de reunião com o Superintendente, João Paulo Lima, reforçando a importância da inclusão de 36 municípios no semiárido, área de atuação da Sudene.

.

O Boticário

///////////////////////////

.

O assunto foi amplamente discutido em audiência com a superintendência da Sudene, contando com as presenças de Davidson Dantas, diretor de captação qualificação e inclusão do Idene, Márcia Versiani, Superintendente da Adenor e César Emílio, presidente da Amams, que entregou documento formalizando o pleito.

Energias renováveis

 Ao longo de 10 anos,  120 usinas de geração de energia fotovoltaica podem ser implantadas no Norte de Minas, segundo o Projeto de Desenvolvimento Regional da Adenor. O objetivo é melhorar as condições sociais e econômicas da população através do desenvolvimento da indústria e o comércio locais, capacitação, emprego da mão de obra e valorização do uso da terra. Daí a iniciativa de formar um banco de áreas disponibilizadas para implantação do projeto de energia fotovoltaica.

De acordo com o diagnóstico elaborado pela Agência, o sistema elétrico no Norte de Minas está esgotado em Montes Claros, Januária, Janaúba e Manga. “Em meio a uma crise hídrica, a solução é a ampliação e expansão de parcerias como estas que estão sendo articuladas na Sudene. Devemos mobilizar o poder público, fornecer dados precisos e informar sobre os investimentos no setor”, pontuou.

“Teremos o Centro de Energias Renováveis da Universidade Federal de Pernambuco, como provável parceiro no processo de pesquisa e desenvolvimento para implantação do Projeto Energia Fotovoltaica no Norte de Minas”, destaca Márcia Versiani.

Para ampliar sua base de dados a Adenor está cadastrando quem tem interesse em ser investidor ou fornecedor de produtos ou serviços que possam integrar a Rede de Profissionais no setor. Todo investidor ou fornecedor de serviços pode procurar a Agência para envio de seus dados: atendimento@adenor.mg.com.br

Da agência Mosaico

.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).