Inicio » Norte de Minas » Norte de Minas – Reunião define ações de licenciamento ambiental para obra‏ da Duplicação da BR-251

Norte de Minas – Reunião define ações de licenciamento ambiental para obra‏ da Duplicação da BR-251

Reunião define ações de licenciamento ambiental para obra

rodovia BR-251

.

Estudos de impacto ambiental para duplicação da BR-251, trecho de 319 quilômetros entre Montes Claros o entroncamento da BR-116, foram discutidos em reunião realizada quarta-feira (30/09) na Superintendência Regional de Regularização Ambiental – Norte de Minas (SUPRAM-NM). Técnicos do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), de Brasília/DF, estão na região para levantar informações para complementação da documentação.

De acordo com o superintendente Aramis Mameluque Mota, a SUPRAM prestará todo apoio técnico para liberação de licenças para as intervenções necessárias à execução da obra. “Abrimos as portas para que os técnicos do DNIT possam sanar quaisquer dúvidas em relação às questões ambientais e, assim, darmos maior celeridade ao processo”, destaca.

“Como é uma duplicação, com uma antropização já existente, ou seja, com a presença do homem sobre o meio ambiente, os impactos ambientais serão menores do que se fosse a abertura de uma nova estrada, mas estes estudos são importantes para termos informações sobre degradação do solo, intervenções de aterro e desaterro e levantamento da vegetação e da fauna existente, para que haja as devidas compensações”, explica Aramis Mameluque.

.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

.

Depende de recursos

O engenheiro supervisor do DNIT, Wainer de Andrade Nether, explica que o projeto prevê, na verdade, uma adequação de capacidade da BR-251, com duplicação da rodovia até o trevo da BR-122, que dá acesso ao município de Janaúba. “A partir daí, estão previstas multivias, a exemplo de uma variante na Serra de Francisco Sá e um viaduto no entroncamento da BR-116”, antecipa.

Mas, segundo Wainer, a preocupação maior é garantir os recursos para viabilizar a execução da obra, que está orçada em quase R$ 1 bilhão. “Este é o nosso maior impedimento hoje. Estamos com quase tudo pronto, só dependendo dos recursos para que a obra seja licitada”, diz. “Estamos buscando viabilizar junto ao Governo Federal, mas precisamos unir forças, vontade política e entidades de classe da região para convergir ações em torno de um interesse comum”, complementa.

Apoio do Governo do Estado

Ciente desta situação, o secretário e deputado estadual Tadeu Martins Leite, que luta pela readequação da BR-251, pediu ao governador Fernando Pimentel que interceda junto ao Governo Federal pela liberação dos recursos. “Já recebi a garantia de apoio do Governo do Estado, que entrou em contato com o Ministro dos Transportes para viabilizar o pagamento destes recursos”, afirma.

Para Tadeu Martins Leite, a rodovia precisa passar por uma intervenção urgente, pois não suporta mais o número de veículos que trafegam por ela diariamente. “Seremos incansáveis na defesa da vida das famílias que usam esta importante via, e, com a intervenção do Governo de Minas, tenho certeza de que vamos conseguir avançar nesta luta e assegurar os investimentos necessários”, conclui.

Por Luís Alberto Caldeira

.

VIATOTAL

ViaTotal

///////////////////////////

.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Cultura Moc - Festa Nacional do Pequi começa na próxima semana

Cultura Moc – Festa Nacional do Pequi começa na próxima semana

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 10 de dezembro de 2016.Cultura Moc – …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).