Inicio » Nacional » Brasil – Bolsa Família beneficia 400 sírios refugiados no Brasil

Brasil – Bolsa Família beneficia 400 sírios refugiados no Brasil

Cerca de 400 sírios refugiados no Brasil estão recebendo ajuda federal por meio do programa Bolsa Família, segundo reportagem publicada pela rede britânica BBC.

Brasil - Bolsa Família beneficia 400 sírios refugiados no Brasil
Brasil – Bolsa Família beneficia 400 sírios refugiados no Brasil

.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

.

O governo não informou, no entanto, o valor recebido pelos sírios. O valor médio do auxílio é de R$ 167 mensais.

Entre os países da América Latina, o Brasil é o que mais recebeu até agora pessoas fugindo da guerra civil da Síria. De acordo com o Ministério da Justiça, 2.097 sírios vivem no país atualmente – o maior grupo entre os 8.530 refugiados do Brasil, à frente dos angolanos, que são 1.480.

Como não falam a língua portuguesa e chegaram ao país no meio de uma crise econômica, muitos desses refugiados, apesar de terem qualificação profissional,- não conseguem emprego. O governo brasileiro, diferentemente de outros países, não tem um programa específico apenas para refugiados que ofereça diretamente ajuda financeira a eles.

.

VIATOTAL

ViaTotal

///////////////////////////

.

De acordo com a reportagem da BBC, a inclusão de sírios o Bolsa Família vem aumentando desde 2013, quando sete famílias eram beneficiadas. Atualmente são 163 famílias. No total, 15.707 famílias com estrangeiros estão no programa.

Ainda de acordo com o ministério, todo estrangeiro em situação regular no Brasil pode ter acesso ao Bolsa Família, pois a lei não os distingue dos brasileiros.

Um dos que recebem o auxílio federal é o programador Ali, 34, que era um homem rico na Síria. Ganhava US$ 4.000 (cerca de R$ 15 mil) por mês, tinha carro e foi um dos melhores alunos da sua pós-graduação.

“Aqui no Brasil, sou pobre”, contou ele à BBC. O sírio se mudou há um ano e sete meses para o país sul-americano fugindo da guerra civil.

O secretário nacional de Renda de Cidadania do Ministério, Helmut Schwarzer, diz acreditar que o número de sírios no programa irá crescer. “À medida que a documentação das famílias for ficando pronta, que o direito de residência for concedido, pode ser que mais famílias solicitem o benefício.”

Campanha federal é criticada

Brasília. Uma imagem publicada pelo Ministério da Justiça no Facebook provocou polêmica ao relacionar descendentes de angolanos e ganeses à imigração. Na postagem, um jovem negro diz: “Meu avô é angolano, meu bisavô é ganês. Brasil, a imigração está no nosso sangue”.

O texto do post afirma que “há cinco séculos, imigrantes de todas as partes do mundo ajudam a construir nosso país”. O ministério diz que “o objetivo da campanha é enfrentar a xenofobia e toda forma de ódio, preconceito e a intolerância, inclusive o racismo”. Um post crítico lembra que “imigrantes dessas nacionalidades vieram para o Brasil traficados, escravizados”.

.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

O responsável pela cirurgia o neurocirurgião César Felipe Gusmão Santiago

Montes Claros – Santa Casa de Montes Claros realiza cirurgia inédita para retirada de tumor cerebral

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 9 de dezembro de 2016.Montes Claros – …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).