Inicio » Montes Claros » Montes Claros – Copasa não descarta racionamento de água em Montes Claros

Montes Claros – Copasa não descarta racionamento de água em Montes Claros

A população de Montes Claros precisa economizar água para que não sofra as consequências do racionamento.

Montes Claros - Copasa não descarta racionamento de água em Montes Claros
Montes Claros – Copasa não descarta racionamento de água em Montes Claros

.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

.

O alerta foi feito pelo gerente regional da Copasa, Antônio Câmara, durante reunião do Gabinete de Gestão Integrada de Segurança Pública – GGIM -, na manhã desta quinta-feira (15). Ele negou que o sistema de racionamento esteja vigorando, apesar de a interrupção do abastecimento já ocorrer eventualmente em algumas regiões da cidade, principalmente nos fins de semana. “O racionamento não está descartado, mas antes de colocá-lo em curso a população será devidamente informada” acrescentou Câmara.

Segundo ele, a situação fica mais preocupante diante da ausência de chuvas que aumenta o esvaziamento da Barragem de Juramento, de onde sai a água que é tratada pela Copasa para abastecer 70% da população de Montes Claros.

NO LIMITE

“A Barragem de Juramento chegou à sua reserva técnica que corresponde a 36% de sua capacidade total de armazenamento, suficiente para mais seis meses de abastecimento a mais de 400 mil pessoas, através das 125 mil ligações de água na cidade”, informa o gerente, observando que já não há mais a vazão da água por gravidade, sendo necessário bombeá-la para garantir o abastecimento. “Isso reforça a necessidade de a população utilizar a água tratada com mais responsabilidade. As pessoas, na sua maioria, precisam entender a gravidade da crise hídrica e não desperdiçar o produto”.

.

VIATOTAL

ViaTotal

///////////////////////////

.

PUNIÇÃO

O funcionário da Copasa explica que a empresa não tem o poder “de polícia” para punir duramente quem abusa do consumo desperdiçando água lavando carros, passeios públicos etc, comportamento que, apesar do grave momento de seca, pode ser flagrado sem muita dificuldade quando se anda pela cidade.

“A não ser que a Agência Reguladora nos permita a cobrança de sobretaxas nas tarifas do cidadão cujo abuso for realmente comprovado”, afirma Antônio Câmara reforçando a ideia de que somente quando se mexe no bolso do cidadão “irresponsável” é que ele passa a se comportar como deve e em benefício de todos.

A reunião do GGIM abordou ainda a atuação do 55º Batalhão de Infantaria do Exército, em parceria com a Secretaria Nacional de Defesa Civil, na distribuição de água tratada através de caminhões-pipa em 42 municípios do Norte de Minas e Vale do Jequitinhonha, com 97 pipeiros contratados e que atendem a 57.400 pessoas. Também serviu para o lançamento da 3ª Câmara Temática que envolverá ações colegiadas para melhorar o trânsito em Montes Claros.

Ascom PMMOC

.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Saiba como usar o cartão de crédito ZenCard

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 8 de dezembro de 2016.Saiba como usar …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).