Inicio » Economia » Governo Federal corta pela metade gastos com telefone em 2015

Governo Federal corta pela metade gastos com telefone em 2015


Reviewed by:
Rating:
5
On 19 de outubro de 2015
Last modified:19 de outubro de 2015

Summary:

Governo Federal corta pela metade gastos com telefone em 2015

As contratações conjuntas de empresas de telefonia por órgãos federais fizeram o Poder Executivo cortar pela metade os gastos de telefonia neste ano, informou nesta segunda-feira (19) o Ministério do Planejamento. De acordo com a pasta, as despesas com telefones fixos e celulares somaram R$ 63,1 milhões de janeiro a agosto, contra R$ 129,7 milhões no mesmo período do ano passado, uma queda de 51,3%.

Em comunicado, o Planejamento informou que a economia faz parte do esforço do governo federal para reduzir gastos
Em comunicado, o Planejamento informou que a economia faz parte do esforço do governo federal para reduzir gastos

.

VIATOTAL

ViaTotal

///////////////////////////

.

Em comunicado, o Planejamento informou que a economia faz parte do esforço do governo federal para reduzir gastos, aumentar a eficiência e combater o desperdício na administração pública. Para a pasta, um dos principais motivos para a redução no gasto foi o sistema de licitação no qual os serviços de telefonia passaram a ser contratados de forma conjunta por vários órgãos desde o ano passado.

.

O Boticário

///////////////////////////

.
De acordo com o Ministério do Planejamento, a economia deve aumentar nos próximos meses com o decreto editado semana passada que introduziu um teto para os gastos com celular, tablet e modem no serviço público federal. Os limites também atingem a telefonia fixa.
Da Agência Brasil
.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).