Inicio » Minas Gerais » MG – Governador libera recursos para combate a incêndios em Minas Gerais

MG – Governador libera recursos para combate a incêndios em Minas Gerais

São R$ 8 milhões para contratação de horas de voo de aviões e helicópteros, locação de caminhões pipa, compra de equipamentos e outras ações emergenciais 

MG - Governador libera recursos para combate a incêndios em Minas Gerais
MG – Governador libera recursos para combate a incêndios em Minas Gerais

.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

.

O governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel anunciou, na manhã desta segunda-feira (19/10), a liberação de R$ 8 milhões para combater os incêndios no estado. A informação foi dada pelo secretário de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Sávio Souza Cruz.

O dinheiro será destinado à compra de equipamentos, ao aluguel de aviões e a outras ações emergenciais, já aprovadas, tais como:

– Contratação de horas voo de aviões de combate a incêndios florestais modelo Air Tractor 802A ou 802G; de helicópteros Esquilo AS 350 83 com helibaldes de 700 litros ou mais;

– Locação de caminhões pipa com canhão para lançamento de água, motorista e operador;

– Contratação de veículos 4×4 caçamba e conjunto motobomba e reservatório de 700 litros;

– Aquisição de 400 kits de equipamentos de proteção individual – Epis, para os funcionários das unidades de conservação;

– Aquisição de 120 sopradores costais a gasolina;

– Aquisição de conjuntos de motobomba e reservatório de 700 litros.

– Interlocução, junto ao Governo Federal, para doação de veículos desativados de combate a incêndios da Infraero;

-Aquisição de caixas d’água de 20 mil litros.

 .

PUBLICIDADE

///////////////////////////

.

O Governo de Minas Gerais decretou situação de emergência em todo o estado em decorrência dos focos de incêndio que assolam reservas naturais e outras áreas florestais. O Decreto NE Nº 437, assinado pelo governador Fernando Pimentel, foi publicado em edição extraordinária do Diário oficial Minas Gerais nesse domingo (18/10).

Segundo o decreto, a medida se deve à “situação anormal derivada da ocorrência crescente de grande número de incêndios provocados pela prolongada estiagem em diversas regiões de Minas Gerais, de forte intensidade, provocando severos danos e prejuízos ao estado e aos municípios afetados”.

O decreto alerta, também, para os riscos de graves danos humanos, sociais, materiais e ambientais às populações atingidas e destaca a necessidade de adoção de medidas administrativas urgentes em razão dessa situação extraordinária, unindo esforços entre órgãos e entidades públicas e privadas.

A situação de emergência vai vigorar pelos próximos 90 dias. Na prática, o decreto permite ao Estado reforçar o processo de combate às queimadas, agilizando a mobilização de recursos humanos, como a união de esforços e deslocamento de efetivos do Corpo de Bombeiros, Defesa Civil, Polícia Militar, brigadistas e de outros órgãos do Governo.

Força-tarefa

Vale lembrar que o Governo de Minas Gerais tem uma força-tarefa permanente para ações de prevenção e combate a incêndios florestais, o Previncêndio.

O grupo é coordenado pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad) e tem como demais integrantes Corpo de Bombeiros, Defesa Civil, Polícia Militar, Polícia Civil e Instituto Estadual de Florestas. Também fazem parte organismos federais, como ICMBio e Ibama.

Para o combate a incêndios, a Semad dispõe de frota própria, com dois helicópteros da Esquadrilha Guará, além de quatro aviões para transporte e monitoramento das áreas. A PM usa seis helicópteros. Outras dez aeronaves de combate a incêndios foram contratadas neste ano. Além disso, a secretaria abriu 408 vagas para novos brigadistas em 2015.

Há também bases de monitoramento de focos de incêndio em áreas de conservação de todo o estado, criadas pela força-tarefa. A central fica em Curvelo e outras funcionam em Dimantina, Viçosa e Januária.

No último final de semana, foram registrados 26 focos de incêndio nas unidades de conservação estaduais. O mais grave o ocorreu no Parque Estadual do Rola Moça, atingindo uma área de 1.009 ha. O fogo foi debelado.

Agência Minas

.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 2 de dezembro de 2016. Temer sanciona …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).