Inicio » Economia » Álcool x gasolina: com aumento do preço, qual vale mais a pena?

Álcool x gasolina: com aumento do preço, qual vale mais a pena?

Com diferenças que ultrapassam a casa do real entre os preços da gasolina e do álcool, os motoristas devem ficar atentos a algumas particularidades, para saber se usar o combustível que custa menos é a alternativa mais vantajosa no final das contas.

Álcool x gasolina: com aumento do preço, qual vale mais a pena?
Álcool x gasolina: com aumento do preço, qual vale mais a pena?

.

oBoticário

///////////////////////////

.

O Jornal Montes Claros conversou com alguns motoristas e com um economista sobre os preços e os fatores que devem ser levados em conta na hora de abastecer. A conclusão não é uma fórmula mágica, mas uma dica: cada carro terá um desempenho diferente com cada combustível a depender das condições da estrada e do trânsito. Observar e fazer cálculos é a melhor saída.

Para a maior parte dos consumidores ouvidos pela reportagem, o álcool é mais vantajoso. “Eu sempre abasteci com gasolina, mas atualmente venho optando pelo álcool devido à diferença de preço, ainda sabendo que sai melhor pra mim a gasolina, já que eu rodo muito e o álcool evapora mais rápido”, disse o corretor de imóveis João Batista.

.

VIATOTAL

ViaTotal

///////////////////////////

.

Já o estudante Arthur Alison Santos vê vantagens no álcool devido ao rendimento do seu carro. “Para mim ,o rendimento do álcool é o mesmo da gasolina. Antes eu abastecia com gasolina e agora, justamente pelo preço, acho viável optar pelo álcool. Quanto ao rendimento, não mudou nada”, avalia.

Quem não concorda com eles é a professora Valéria Rodrigues. Ela continua usando a gasolina como combustível, mesmo achando caro. “Não é vantagem [o álcool]. Continuo na gasolina, mesmo com o valor absurdo. Na minha visão, um litro de gasolina vale por dois de álcool”, avalia.

Análise

Quantos quilômetros o carro roda por litro de cada combustível é a pergunta a ser respondida para saber a melhor opção de combustível. Essa conta varia de veículo para veículo, e de motorista para motorista. É o que explica o economista Fernando Pinheiro.

Ele diz que devido à potência dos carros modernos, esse cálculo não deve ser feito baseado apenas no preço, mas no rendimento do veículo, considerando todas as variáveis.

“Existem carros em que a diferença de consumo pelo uso dos combustíveis é mínima, então é vantajoso o uso do álcool. Mas existem outros veículos que, com álcool como combustível, consomem muito mais, deixando assim a gasolina mais viável como combustível”, explicou o economista.

.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).