Inicio » Norte de Minas » Norte de Minas – IMA realiza na próxima semana, em Janaúba, workshop sobre os impactos do ataque de pragas na agricultura

Norte de Minas – IMA realiza na próxima semana, em Janaúba, workshop sobre os impactos do ataque de pragas na agricultura

Evento terá palestrantes de outros estados e pretende ser o primeiro passo para a criação de um fórum de ideias do setor.

Plantação no Norte de Minas
Plantação no Norte de Minas

.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

.

O Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA) realiza de 27 a 29 de outubro em Janaúba (MG), no auditório da Associação Central dos Fruticultores do Norte de Minas (Abanorte), o I Workshop Mineiro sobre Defesa Sanitária Vegetal. O evento, que terá como tema “Discussão dos impactos econômicos, sociais e ambientais do ataque de pragas na agricultura”, deverá receber cerca de 100 profissionais, entre eles engenheiros agrônomos, representantes de entidades do setor, produtores rurais e estudantes de ciências agrárias. O engenheiro agrônomo e gerente de Defesa Sanitária Vegetal do IMA, Nataniel Diniz Nogueira, um dos organizadores do evento, explica que a ideia é criar, a partir desta primeira edição, um fórum anual que discuta ações e políticas públicas para o controle e prevenção da disseminação de pragas na agricultura mineira. O evento terá palestras e debates com profissionais de Minas e de outros estados. Entre eles, técnicos do IMA, Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Federação da Agricultura e Pecuária de Minas (Faemg), Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo (Idaf), Agência de Defesa Agropecuária da Bahia e Associação Central dos Fruticultores do Norte de Minas (Abanorte). “As palestras vão abranger temas de interesse dos agentes do setor e produtores rurais de todo o estado”, destaca Nataniel Nogueira.

.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

.

Nogueira explica que a escolha de Janaúba para sediar o I Workshop justifica-se pelo fato de o município, distante 119 quilômetros de Montes Claros,  constituir  um polo importante de produção agrícola, principalmente de banana.  Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), de setembro de 2015, informados pela Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), Janaúba é o segundo maior produtor de banana de Minas, atrás apenas do município vizinho de Jaíba. Este ano já foram produzidas em Janaúba 55,8 mil toneladas de bananas em uma área de 2,8 mil hectares. A produção dessa fruta é expressiva  no estado e Minas ocupa o terceiro lugar no país, com 815 mil toneladas por ano, o que corresponde a uma participação de 11,4% da produção brasileira. A região Norte de Minas produz 412,8 mil toneladas de banana, representando metade da produção estadual. 

Controle

Sigatoka negra, moko da bananeira, cancro cítrico, greening e vespa da madeira. Estas são as cinco pragas quarentenárias – assim classificadas por possuírem grande poder de causar prejuízo econômico aos produtores –  presentes em  Minas Gerais. O IMA executa as medidas de controle por meio de levantamentos fitossanitários nas propriedades, inspecionando as plantas e coletando amostras para análise laboratorial. “Podemos dizer que a situação está sob controle e que, inclusive, temos atualmente,  regiões declaradas como  livres da sigatoka negra, o que significa que estas áreas podem exportar bananas para outros estados. Montes Claros, Jaíba e Janaúba estão entre os 86 municípios mineiros incluídos na área livre de sigatoka negra.

O IMA utiliza de outras  importantes ferramentas para o controle das pragas. Entre elas o Certificado Fitossanitário de Origem (CFO), documento que  garante  que estão livres de pragas as plantações de determinadas propriedades rurais em todo o estado, a partir de constatação in loco realizada por profissionais habilitados pelo Instituto.  O CFO é um documento obrigatório para que os produtos de algumas culturas possam ser comercializados em todo o território nacional. Em Minas o CFO é exigido para banana, laranja, mexerica, limão, uva, mudas de café, batata-semente e pinus.

Outra ferramenta consiste na Permissão de Trânsito Vegetal (PTV),  documento sanitário obrigatório para o trânsito de produtos vegetais, com o objetivo de prevenir e controlar a disseminação de pragas dentro de Minas Gerais e entre os estados. 

O Instituto realiza também a fiscalização do  vazio sanitário, adotado anualmente para a soja, algodão e feijão. O vazio consiste em períodos durante os quais fica proibido o plantio destes produtos como forma de prevenir e combater doenças nas lavouras.  Além disso, o IMA faz o controle e fiscalização do comércio, do uso e do armazenamento de agrotóxicos e afins, além do comércio de sementes e mudas.

Durante a programação, 12 palestras serão distribuídas em quatro painéis sobre os seguintes temas: “prevenção e controle de pragas regulamentadas: impacto econômico, controle e qualidade dos alimentos”; “controle fitossanitário de pragas: impactos econômicos, controle e qualidade dos alimentos; “inserção dos mercados” e “capacitação e habilitação profissional”.  Serão apresentadas também as diversas ações  realizadas pela área de Defesa Vegetal do IMA com a finalidade de prevenir e promover o controle e erradicação de pragas vegetais.

Participam da realização do I Workshop Mineiro sobre Defesa Sanitária Vegetal juntamente com o IMA, a Seapa, o Mapa, Abanorte. O evento tem o apoio do  Sebrae-MG, Sindicato dos Produtores Rurais de Janaúba  e da Associação dos Compradores de Frutas do Norte de Minas (Frucom).

.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

MG - Jovem inventa que mãe está passando mal para estuprar vizinha

MG – Jovem inventa que mãe está passando mal para estuprar vizinha

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 5 de dezembro de 2016.MG – Jovem …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).