Inicio » Internacional » Europa » Europa – Casal espanhol considerado culpado por matar filha adotiva chinesa

Europa – Casal espanhol considerado culpado por matar filha adotiva chinesa

Um casal espanhol foi declarado culpado nesta sexta-feira por um júri popular por ter drogado e asfixiado sua filha adotiva chinesa de 12 anos, um caso que comoveu o país.

Casal espanhol considerado culpado por matar filha adotiva chinesa
Casal espanhol considerado culpado por matar filha adotiva chinesa

.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

.

O jornalista Alfonso Basterra, de 51 anos, e sua ex-esposa, Rosario Porto, uma advogada de 46 anos, eram acusados de ter dado um ansiolítico a sua filha Assunta, que adotaram quando bebê, para depois asfixiá-la em um bosque perto de Santiago de Compostela (Galícia), em setembro de 2013.

Os membros do júri consideraram que a vítima não teve chance de defesa. As condenações dos pais adotivos ainda não foram definidas, mas eles podem pegar até 20 anos de prisão.

Segundo a promotoria, o assassinato foi premeditado pelo casal, mas executado pela mãe.

DA AFP

.

VIATOTAL

ViaTotal

///////////////////////////

.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

O responsável pela cirurgia o neurocirurgião César Felipe Gusmão Santiago

Montes Claros – Santa Casa de Montes Claros realiza cirurgia inédita para retirada de tumor cerebral

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 9 de dezembro de 2016.Montes Claros – …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).