Inicio » Minas Gerais » Centro de Minas » MG – Barragem se rompe entre Mariana e Ouro Preto, e sindicato fala em 10 mortos e 30 desaparecidos

MG – Barragem se rompe entre Mariana e Ouro Preto, e sindicato fala em 10 mortos e 30 desaparecidos

A barragem de Fundão, da mineradora Samarco, se rompeu na tarde desta quinta-feira (5), no distrito de Bento Rodrigues, entre Mariana e Ouro Preto, na região Central do Estado. Já foram confirmadas duas mortes em consequência do rompimento da barragem. A primeira vítima estava entre os cinco feridos que deram entrada no Hospital Monsenhor Horta, em Mariana, até as 19h30 desta quinta-feira (5).

Carro fica pendurado em casa após rompimento de barragem em Mariana Foto: Reprodução/Globocop
Carro fica pendurado em casa após rompimento de barragem em Mariana Foto: Reprodução/Globocop

.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, o acidente aconteceu por volta das 16h. Duas viaturas da corporação foram enviadas para o local. De acordo com Valério Vieira, presidente do sindicato Metabase, a informação é de pelo menos 10 mortos e 30 pessoas desaparecidas. “A mina de Fábrica Nova, da Vale, foi atingida. Tem muitas casas destruídas e tomadas pela lama em Bento Rodrigues”, afirmou.

O número de desaparecidos não foi confirmado pelos bombeiros. Até o momento, uma pessoa ferida no acidente deu entrada no Hospital Monsenhor Horta, em Mariana. Vítimas também serão levadas para hospitais em Ouro Preto.

A assessoria de imprensa da Prefeitura de Mariana informou que o acesso ao local do rompimento da barragem está sendo feito apenas por helicópteros. O prefeito da cidade e o secretário de Meio Ambiente estão na sede da Samarco acompanhando a situação.

De acordo com o coordenador de promotorias de meio ambiente, Carlos Eduardo Ferreira Pinto, a situação é gravíssima. “Nossa equipe de combate a crimes ambientais está no local. Amanhã vou fazer sobrevoo, mas já instauramos inquérito. Primeiro passo é minimizar danos, contenção das famílias, quanto contenção de agravamento do dano. Em segundo, identificação das causas, nenhuma barragem rompe por acaso”, afirmou.

Conforme o promotor, quando há rompimento de barragem não é por acaso. “Vamos requisitar, investigar formalmente e apurar o responsável. A sociedade tem que ter a resposta do que houve”, afirmou.

Já foi confirmada a primeira morte em consequência do rompimento da barragem. A vítima estava entre os cinco feridos que deram entrada no Hospital Monsenhor Horta, em Mariana, até as 19h30 desta quinta-feira (5).

Há suspeita de que os rejeitos da barragem tenham atingido o córrego Fundão, que passa na bacia do Rio Doce, segundo o Núcleo de Emergência Ambiental da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Semad).

Moradores foram orientados a deixar comunidade

A Prefeitura de Mariana informou que, em contato com a assessoria da Samarco, está pedindo aos moradores de Bento Rodrigues que deixem a comunidade e sigam, imediatamente, para o distrito de Camargos “que é mais alto e seguro”.

Segundo Dário José Pereira Junior, morador de Camargos os habitantes da comunidade vizinha ainda não chegaram. Ele conta que três casas no distrito foram atingidas pelo rompimento da barragem. Os moradores conseguiram se salvar, mas perderam carro e outros objetos pessoais. “É um desastre que só você vendo saber como é”, afirmou o morador. Segundo ele, a população está nas ruas, com medo de que o rejeito suba ainda mais. Não há eletricidade. “É pura lama”, contou.

Ainda de acordo com o comunicado, equipes do Corpo de Bombeiros, agentes da Guarda Municipal e da Defesa Civil estão no local. “A Samarco e a Prefeitura de Mariana estão com as equipes no local para auxiliar a comunidade no que for necessário. Segundo informações da assessoria da empresa, no momento não há confirmação de vítimas, e sim danos materiais”, diz a nota.

Nota do Governador de Minas Gerais:

O governador do Estado de Minas Gerais, Fernando Pimentel, recebeu com consternação, na tarde desta quinta-feira (5), a informação sobre o rompimento de uma barragem no distrito de Bento Rodrigues, em Mariana. Por determinação do governador, a Defesa Civil e outros órgãos competentes estão envidando todos os esforços para prestar os primeiros socorros e todo atendimento necessário à população do distrito, ainda de difícil acesso em razão dos estragos causados pela inundação. Quatro helicópteros partiram para Bento Rodrigues com grupamentos do Batalhão de Emergências Ambientais e Respostas a Desastres (Bemad). O chefe do Gabinete Militar, coronel Helbert Figueiró, acompanha as equipes no local. O governador está em contato com o prefeito de Mariana, Duarte Júnior, e com o presidente da Samarco, Ricardo Vescovi. Pimentel conversou na noite de hoje com o ministro da Integração Nacional, Gilberto Occhi. Os dois acompanharão os trabalhos de salvamento em Bento Rodrigues nesta sexta-feira, com decolagem de Belo Horizonte prevista para as 08h00. As causas e responsabilidades pelo ocorrido serão rigorosamente apuradas.

Dilma oferece ajuda a atingidos por rompimento de barragem

A partir do Ministério da Defesa, foram colocados em regime de prontidão os batalhões de Belo Horizonte e de São João del Rei.

Assim que soube do rompimento da barragem em Bento Rodrigues, distrito de Mariana, a  presidente Dilma Rousseff ligou para Pimentel e disponibilizou apoio do governo federal na atuação no local do acidente. Ela foi avisada pelo ministro-chefe da Casa Civil, Jaques Wagner.

A partir do Ministério da Defesa, foram colocados em regime de prontidão os batalhões de Belo Horizonte e de São João del Rei, que se encontram mobilizados para atuar de acordo com as necessidades locais.

O Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (CENAD), vinculado ao Ministério da Integração Nacional, também mantém comunicação permanente com o estado e encontra-se à disposição para atuar.

A Força Nacional do Sistema Único de Saúde (FN-SUS) foi acionada e mantém contato com a gestão de saúde do estado para verificar as necessidades nas ações de resgate. Atuam, ainda, nas atividades de busca e salvamento, aeronaves da Polícia Civil e do Corpo de Bombeiros que sobrevoam o local.

Assista a um vídeo que mostra a situação no local, recebido e publicado no Youtube pelo site Sou Notícia:

Moradores foram orientados a deixar comunidade

A Prefeitura de Mariana informou que, em contato com a assessoria da Samarco, está pedindo aos moradores de Bento Rodrigues que deixem a comunidade e sigam, imediatamente, para o distrito de Camargos “que é mais alto e seguro”.

Ainda de acordo com o comunicado, equipes do Corpo de Bombeiros, agentes da Guarda Municipal e da Defesa Civil estão no local. “A Samarco e a Prefeitura de Mariana estão com as equipes no local para auxiliar a comunidade no que for necessário. Segundo informações da assessoria da empresa, no momento não há confirmação de vítimas, e sim danos materiais”, diz a nota.

A assessoria de imprensa da Samarco foi procurada pela reportageme informou  que está mobilizando todos os esforços para priorizar o atendimento às pessoas e a minimização de danos ao meio ambiente. “Não é possível, neste momento, confirmar causas e extensão do ocorrido, bem como a existência de vítimas”, diz o comunicado.

.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 2 de dezembro de 2016. Temer sanciona …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).