Inicio » Mais Seções » Saúde » Saúde – Há cura para sequelas causadas pelo câncer de próstata

Saúde – Há cura para sequelas causadas pelo câncer de próstata

Ter em vista que existe cura e que os efeitos negativos podem ser revertidos é o caminho para a recuperação da autoestima do homem com câncer de próstata.

Otimismo é a arma de Cícero Romeu contra a doença
Otimismo é a arma de Cícero Romeu contra a doença

.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

.

Impotente não só no campo sexual, mas em todas as áreas da vida. É assim que se sentem alguns homens quando recebem o diagnóstico do câncer de próstata. O preconceito e os efeitos colaterais de tratamentos afetam o ponto mais delicado dos pacientes: a masculinidade. Ao encontrar dificuldades para trabalhar ou dar prazer à companheira, eles sentem que perderam o papel de provedor e podem ficar deprimidos ou ansiosos. Ter em vista que existe cura e que os efeitos negativos podem ser revertidos é o caminho para a recuperação da autoestima.

“Existe muito preconceito ao redor dessa doença. Enfrentar o diagnóstico é difícil, porque a sexualidade é um aspecto muito importante para o homem. Quando atinge esse ponto, é como se o paciente entrasse numa relação de fragilidade que afeta todas as áreas de sua vida. A reação vai variar, dependendo da estrutura egóica e da base familiar de cada um. É preciso entender que o sexo não é só a penetração, está na mente também. Muitas mulheres relatam que o marido se afasta quando se vê impotente, não quer nem abraçar ou beijar a companheira”, comenta a psicóloga do Serviço de Quimioterapia de Pernambuco (Sequipe) Divamar Albuquerque.

.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

.

A psicologia acrescenta que o papel da companheira é fundamental no processo, desde o incentivo a fazer os exames de detecção até o pós-tratamento. Geralmente, o câncer de próstata é assintomático. Após passar por alguns procedimentos, como radioterapia e cirurgia, ficam sequelas que afetam a vida e o emocional do homem. As mais comuns são a disfunção erétil e a incontinência urinária.


José Xavier de Santana, 55 anos, e Rosângela de Castro da Silva, 31, são exemplos de uma parceria de sucesso. “Fiz a cirurgia de remoção da próstata há oito meses. Agora, estou com incontinência urinária. Claro que o psicológico é afetado, porque tenho que usar fralda. E dizem que vou passar até dois anos sem poder sentir prazer. Mas a minha esposa é fundamental, Rosângela me dá forças. Ela me incentivou a fazer os exames e ficou ao meu lado o tempo todo, independentemente dos problemas.”

O autônomo Cícero Romeu, 63, também encara o processo de tratamento com otimismo. Ele atribui o bom humor a vários fatores, como o apoio da família, o atendimento médico de qualidade e humanizado e a fé. “Faço exames há um ano, só que o hospital que frequentava não disponibilizava a biópsia. Quando fui para o Hospital de Câncer, consegui agilizar as coisas. Descobri a doença em fevereiro deste ano e fiz a cirurgia de remoção há menos de um mês. Ninguém pode ter medo, tenho muita fé em Deus. Acho que vou ficar bem e viver normalmente”, acredita.

Para o coordenador do setor de Urologia do Hospital do Câncer, André Maciel, é importante ressaltar que o câncer de próstata pode ser revertido, assim como as sequelas decorrentes do tratamento. “A impotência sexual pode ser tratada, assim como a incontinência urinária. Este problema tem mais chances de ocorrer após a cirurgia de remoção total da próstata, cerca de 50%. Até 60 dias após o procedimento, tratamos com drogas, como o viagra. Depois de um ano, período em que o paciente tem chance de recuperar a função erétil, usamos métodos como injeções no pênis ou próteses penianas”, explica. André Maciel reforça: “O câncer de próstata não é o fim da vida do homem, mas o início de uma nova fase”.

.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

MG - Jovem inventa que mãe está passando mal para estuprar vizinha

MG – Jovem inventa que mãe está passando mal para estuprar vizinha

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 5 de dezembro de 2016.MG – Jovem …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).