Inicio » Internacional » Europa » Vídeo – Pessoas que estavam na boate Bataclan relatam momentos de horror

Vídeo – Pessoas que estavam na boate Bataclan relatam momentos de horror

ataque-paris20

.

“O mais traumatizante são os gritos das mulheres implorando para não serem baleadas. É inimaginável. Você vê coisas assim na TV, jamais crê que possa lhe acontecer”

 

Pessoas que estavam na plateia da casa de shows parisiense Bataclan, cenário do ataque que deixou pelo menos 80 mortos na noite de sexta-feira (13), e conseguiram se refugiar em um camarim relataram momentos de horror.

 

“Ficamos em torno de 20 pessoas numa sala fechada, por um período entre uma e duas horas, nos comunicando com a polícia por telefone. As instruções eram para fazer uma barricada de móveis diante da porta, não abrir janela nem acender a luz”, contou por volta das 4h (horário local, 1h de Brasília) a jornalista Kelly Leguen, 21.

 

Kelly falou à Folha à saída da subprefeitura do 11º distrito de Paris, onde feridos receberam os primeiros socorros e os demais espectadores prestaram depoimento e foram colocados em contato com familiares. Ela estava no Bataclan para resenhar o show da banda americana Eagles of Death Metal, já em curso na hora do tiroteio.

 

“Conseguíamos ouvir os terroristas negociarem com a polícia do outro lado da porta. Ainda posso ouvir os gritos e os disparos. Quando o resgate chegou, nos fizeram sair rápido de lá para que não víssemos tanto sangue e tantos corpos, mas era impossível não reparar.”

 

“O mais traumatizante são os gritos das mulheres implorando para não serem baleadas. É inimaginável. Você vê coisas assim na TV, jamais crê que possa lhe acontecer”, disse Sylvain (sobrenome não fornecido), que foi ao show com dois amigos e também ficou sitiado no camarim.

 

“Os terroristas falavam francês e ameaçavam a todo momento detonar os explosivos que tinham no corpo. Tinham muito sangue frio e pareciam bem organizados.” Ele completou: “Eu estava no balcão (nível superior) e vi pessoas na pista (setor inferior) caindo como moscas ao ser atingidas. É inimaginável.”

 

Nota da banda

 

Segundo o jornal americano “The Washington Post”, a mãe do baterista da Eagles of Death Metal, Julian Dorio, afirmou que seu filho e os outros integrantes da banda estão em segurança.
Em nota postada no seu perfil oficial no Facebook, a banda informou que ainda tentava descobrir o paradeiro de membros de sua equipe. “Nossos pensamentos estão com todas as pessoas envolvidas nesta situação trágica”, disse o comunicado.

Da FolhaPress

.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

O responsável pela cirurgia o neurocirurgião César Felipe Gusmão Santiago

Montes Claros – Santa Casa de Montes Claros realiza cirurgia inédita para retirada de tumor cerebral

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 9 de dezembro de 2016.Montes Claros – …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).