Inicio » Montes Claros » Montes Claros – Defensoria Pública, Polícia Militar e DEAM, participa da coletiva sobre ações no combate a Violência contra Mulher

Montes Claros – Defensoria Pública, Polícia Militar e DEAM, participa da coletiva sobre ações no combate a Violência contra Mulher


Reviewed by:
Rating:
5
On 19 de novembro de 2015
Last modified:24 de abril de 2016

Summary:

Montes Claros - Defensoria Pública, Polícia Militar e DEAM, participa da coletiva sobre ações no combate a Violência contra Mulher

Montes Claros – Defensoria Pública, Polícia Militar e DEAM, participa da coletiva sobre ações no combate a Violência contra Mulher

Montes Claros - Defensoria Pública, Polícia Militar e DEAM, participa da coletiva sobre ações no combate a Violência contra Mulher
Montes Claros – Defensoria Pública, Polícia Militar e DEAM, participa da coletiva sobre ações no combate a Violência contra Mulher – Foto: PM/Divulgação

.

Na tarde de hoje (19.11) aconteceu na Sede da Defensoria Pública, em Montes Claros, a coletiva, que reuniu, autoridades, para responder as ações desenvolvidas pelos órgãos, de defesa social no combate a violência doméstica e familiar contra as mulheres em Montes Claros e região.

Na oportunidade se fez presente, os convidados para compor a mesa, o Tenente Coronel Ederson da Cruz Pereira, Comandante do Décimo Batalhão da Polícia Militar, a Coordenadora Regional da Defensoria Pública Maurina Fonseca de Matos, Dra. Maiza Rodrigues, Coordenadora do Núcleo da Defesa da Mulher (Nudem) Dr. Claúdio Fabiano e a Dra. Karine Maia Costa Delegada da Mulher em Montes Claros.

O Tenente Coronel foi categórico ao elogiar o trabalho desenvolvido pelos militares da PPVD, Patrulha de Prevenção a Violência Doméstica. E as buscas constantes de capacitação dos policiais que desempenham um papel importante no combate a violência contra mulher.

O Comandante do Décimo Batalhão, falou com propriedade de causa, que é importante a participação de todos ao enfrentamento da Violência Contra Mulher.

Na oportunidade perguntei sobre quais são as medidas, que estão sendo feitas, para combater a violência doméstica em Montes Claros e na região de Jaíba, Varzelândia,  e Janaúba.

Antes de reportar sobre as demais regiões,  o Tenente Coronel Ederson, falou que  dentro do universo dos homicídios, tentados ou consumados em Montes Claros, foi detectado (13) vítimas, que haviam registrados de duas a (5) vezes essa agressão, mesmo após o registro das ocorrências, elas foram vítimas de homicídios, foram registrados (13) casos.

Em relação à violência da mulher, na região do Norte de Minas, em geral, ela é muito elevada em relação da Cultura Machista e Patriarcal, que forma a própria sociedade, que acaba por legitimar a violência contra a mulher.

Informa ainda que a Polícia Militar tem feito várias campanhas com realização de palestras, nas escolas, pois acredita que os filhos podem levar essa informação, para dentro do lar.

E importante que o sistema de apoio a esta mulher seja aperfeiçoado, dando condições a vítima sentir-se segura, para denunciar seu agressor, dando condições de sobrevivência, para que possa prover seu sustento. Pois na maioria dos casos a vítima depende financeiramente do seu agressor.

O Comandante do 10º BPM, citou ainda dados de um estudo cientifico realizada por ele, onde buscou-se avaliar a situação atual da “Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher em Montes Claros e seu Enfrentamento pelo Poder Público”

Em contra partida a Dra. Maiza Rodrigues, falou da atuação da Defensoria Pública  junto às mulheres vitimadas em Montes Claros, que não basta só o suporte jurídico, ajuda psicológica, mais fazer um trabalho humanístico com a vítima, “A CONFIANÇA É FUNDAMENTAL”

Emponderando essa mulher na sociedade.

Que a Parceria da Polícia Militar, PPVD, tem surtido um grande resultado positivo.

 E que neste mês que se comemora no dia 25.11 o dia do Combate Internacional da Violência Contra Mulher, a Defensoria em parceria com a Unimontes, promove diversas ações de Conscientização e combate a violência contra mulher.

Respondeu todas as perguntas feitas pelos jornalistas, sobre o caso de grande repercussão do taxista, Willian Fernandes Brito que foi autuado no dia (18) quando foi exposto a sociedade denúncias feitas, por suas filhas.

Onde a atuação da Defensoria Pública, foi essencial para que tenha sido decretado sua prisão preventiva, mediante aos fatos expostos pelas vítimas, tendo  o Auto de Prisão em Flagrante Delito.

A Delegada Karine Costa Maia,  acredita que não houve um aumento do número de ocorrências em Montes Claros, mais sim de denúncias.

E que a diferença das estatísticas  da Polícia Civil, para o Polícia Militar e da Defensoria Pública, estão relacionados a desistência das ocorrências em que as mulheres vitimadas não levam adiante.

E que hoje a Delegacia da Mulher é a que mais envia inquérito para o “Fórum”.

No final  agradeceram a imprensa e a importância de sermos parceiros e levar a  baila informações de suma importância a sociedade de modo geral.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).