Inicio » Montes Claros » Montes Claros – Defensoria Pública, Polícia Militar e DEAM, participa da coletiva sobre ações no combate a Violência contra Mulher

Montes Claros – Defensoria Pública, Polícia Militar e DEAM, participa da coletiva sobre ações no combate a Violência contra Mulher

Montes Claros – Defensoria Pública, Polícia Militar e DEAM, participa da coletiva sobre ações no combate a Violência contra Mulher

Montes Claros - Defensoria Pública, Polícia Militar e DEAM, participa da coletiva sobre ações no combate a Violência contra Mulher
Montes Claros – Defensoria Pública, Polícia Militar e DEAM, participa da coletiva sobre ações no combate a Violência contra Mulher – Foto: PM/Divulgação

.

Na tarde de hoje (19.11) aconteceu na Sede da Defensoria Pública, em Montes Claros, a coletiva, que reuniu, autoridades, para responder as ações desenvolvidas pelos órgãos, de defesa social no combate a violência doméstica e familiar contra as mulheres em Montes Claros e região.

Na oportunidade se fez presente, os convidados para compor a mesa, o Tenente Coronel Ederson da Cruz Pereira, Comandante do Décimo Batalhão da Polícia Militar, a Coordenadora Regional da Defensoria Pública Maurina Fonseca de Matos, Dra. Maiza Rodrigues, Coordenadora do Núcleo da Defesa da Mulher (Nudem) Dr. Claúdio Fabiano e a Dra. Karine Maia Costa Delegada da Mulher em Montes Claros.

O Tenente Coronel foi categórico ao elogiar o trabalho desenvolvido pelos militares da PPVD, Patrulha de Prevenção a Violência Doméstica. E as buscas constantes de capacitação dos policiais que desempenham um papel importante no combate a violência contra mulher.

O Comandante do Décimo Batalhão, falou com propriedade de causa, que é importante a participação de todos ao enfrentamento da Violência Contra Mulher.

Na oportunidade perguntei sobre quais são as medidas, que estão sendo feitas, para combater a violência doméstica em Montes Claros e na região de Jaíba, Varzelândia,  e Janaúba.

Antes de reportar sobre as demais regiões,  o Tenente Coronel Ederson, falou que  dentro do universo dos homicídios, tentados ou consumados em Montes Claros, foi detectado (13) vítimas, que haviam registrados de duas a (5) vezes essa agressão, mesmo após o registro das ocorrências, elas foram vítimas de homicídios, foram registrados (13) casos.

Em relação à violência da mulher, na região do Norte de Minas, em geral, ela é muito elevada em relação da Cultura Machista e Patriarcal, que forma a própria sociedade, que acaba por legitimar a violência contra a mulher.

Informa ainda que a Polícia Militar tem feito várias campanhas com realização de palestras, nas escolas, pois acredita que os filhos podem levar essa informação, para dentro do lar.

E importante que o sistema de apoio a esta mulher seja aperfeiçoado, dando condições a vítima sentir-se segura, para denunciar seu agressor, dando condições de sobrevivência, para que possa prover seu sustento. Pois na maioria dos casos a vítima depende financeiramente do seu agressor.

O Comandante do 10º BPM, citou ainda dados de um estudo cientifico realizada por ele, onde buscou-se avaliar a situação atual da “Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher em Montes Claros e seu Enfrentamento pelo Poder Público”

Em contra partida a Dra. Maiza Rodrigues, falou da atuação da Defensoria Pública  junto às mulheres vitimadas em Montes Claros, que não basta só o suporte jurídico, ajuda psicológica, mais fazer um trabalho humanístico com a vítima, “A CONFIANÇA É FUNDAMENTAL”

Emponderando essa mulher na sociedade.

Que a Parceria da Polícia Militar, PPVD, tem surtido um grande resultado positivo.

 E que neste mês que se comemora no dia 25.11 o dia do Combate Internacional da Violência Contra Mulher, a Defensoria em parceria com a Unimontes, promove diversas ações de Conscientização e combate a violência contra mulher.

Respondeu todas as perguntas feitas pelos jornalistas, sobre o caso de grande repercussão do taxista, Willian Fernandes Brito que foi autuado no dia (18) quando foi exposto a sociedade denúncias feitas, por suas filhas.

Onde a atuação da Defensoria Pública, foi essencial para que tenha sido decretado sua prisão preventiva, mediante aos fatos expostos pelas vítimas, tendo  o Auto de Prisão em Flagrante Delito.

A Delegada Karine Costa Maia,  acredita que não houve um aumento do número de ocorrências em Montes Claros, mais sim de denúncias.

E que a diferença das estatísticas  da Polícia Civil, para o Polícia Militar e da Defensoria Pública, estão relacionados a desistência das ocorrências em que as mulheres vitimadas não levam adiante.

E que hoje a Delegacia da Mulher é a que mais envia inquérito para o “Fórum”.

No final  agradeceram a imprensa e a importância de sermos parceiros e levar a  baila informações de suma importância a sociedade de modo geral.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 2 de dezembro de 2016. Temer sanciona …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).