Inicio » Nacional » Hoje é o Dia Internacional para a Eliminação da Violência Contra as Mulheres

Hoje é o Dia Internacional para a Eliminação da Violência Contra as Mulheres

Hoje é o Dia Internacional para a Eliminação da Violência Contra as Mulheres

Hoje é o Dia Internacional para a Eliminação da Violência Contra as Mulheres
Hoje é o Dia Internacional para a Eliminação da Violência Contra as Mulheres

.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

.

O Dia Internacional para a não-Violência Contra as Mulheres é comemorado anualmente em 25 de novembro.

A data tem o objetivo de alertar a sociedade sobre os casos de violência e maus tratos contra as mulheres. A violência física, psicológica e o assédio sexual são alguns exemplos desses maus tratos.

De acordo com as estatísticas, uma em cada três mulheres sofre de violência doméstica.

A violência contra a mulher é uma questão social e de saúde pública, não distingue cor, classe econômica ou raça, está presente em todo o mundo.

Origem do data

A Organização das Nações Unidas (ONU), desde 1999, reconhece o dia 25 de novembro como oDia Internacional para a Eliminação da Violência Contra as Mulheres.

A data surgiu em decorrência do Dia Latino Americano de Não Violência Contra a Mulher, que surgiu durante o Primeiro Encontro Feminista Latino-Americano e Caribenho de 1981, realizado em Bogotá, Colômbia, comemorado em 25 de novembro, em homenagem às irmãsPátria, Maria Tereza e Minerva Maribal, que foram violentamente torturadas e assassinadas nesta mesma data, em 1960, a mando do ditador da República Dominicana Rafael Trujillo.

As irmãs eram conhecidas por “Las Mariposas” e lutavam por soluções para os diversos problemas sociais de seu país, a República Dominicana.

Papa Francisco assinalou Dia Internacional pela Eliminação da Violência Contra as Mulheres

Papa Francisco recebeu vítimas de maus-tratos e de tráfico humano.

O Papa recebeu hoje no Vaticano 11 mulheres com seis crianças, provenientes de uma Casa de Refúgio para vítimas de violência doméstica e tráfico de seres humanos, acolhidas por uma congregação religiosa na Itália.

Francisco quis assim assinalar o Dia Internacional pela Eliminação da Violência Contra as Mulheres, ao início da manhã, antes de partir rumo à sua primeira viagem apostólica à África.

Segundo uma nota da Esmolaria Apostóilica, que promoveu o encontro, as mulheres eram provenientes da Itália, Nigéria, Ucrânia e Roménia, tendo passado por situações de violência doméstica e de exploração para fins de prostituição.

A 24 de junho, o Papa Francisco alertou no Vaticano condenou a violência doméstica, admitindo que a separação pode ser “inevitável” para defender as vítimas.

“Há casos em que a separação é inevitável. Por vezes, pode tornar-se mesmo moralmente necessária, quando se trata precisamente de poupar o cônjuge mais fraco ou os filhos pequenos às feridas mais graves causadas pela prepotência e a violência, a humilhação e a exploração, a alienação e a indiferença”, declarou, numa audiência pública semanal que reuniu dezenas de milhares de pessoas na Praça de São Pedro.

O relatório final do Sínodo dos Bispos sobre a família, publicado a 24 de outubro, deixou uma mensagem de solidariedade às vítimas de violência doméstica e de maus-tratos.

“A prevenção e a resposta aos casos de violência familiar exigem uma colaboração estreita com a justiça para agir contra os responsáveis e proteger adequadamente as vítimas”, refere o documento entregue a Francisco.

Em setembro, a Comunidade de Santo Egídio iniciou atividades junto dos bairros de Alfama e da Mouraria e um dos projetos que visa implementar é a chamada ‘Escola da Paz’, com especial atenção às crianças de famílias marcadas pela violência doméstica.

27 mulheres foram assassinadas este ano, a maioria com armas brancas e de fogo, utilizadas pelos maridos ou companheiros, revelam dados do Observatório de Mulheres Assassinadas hoje divulgados.

Com agências

.

VIATOTAL

ViaTotal

///////////////////////////

.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Cultura Moc - Festa Nacional do Pequi começa na próxima semana

Cultura Moc – Festa Nacional do Pequi começa na próxima semana

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 10 de dezembro de 2016.Cultura Moc – …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).