Inicio » Internacional » América » Mineiro foragido da Justiça brasileira é preso nos EUA

Mineiro foragido da Justiça brasileira é preso nos EUA

Mineiro foragido da Justiça brasileira é preso nos EUA

Mineiro foragido da Justiça brasileira é preso nos EUA
Mineiro foragido da Justiça brasileira é preso nos EUA

.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

.

O mineiro Anedino Bernardes de Moura, foragido da Justiça brasileira, foi preso na terça-feira (24), na cidade de Pompano Beach, na Flórida, Estados Unidos.

Ele foi condenado a 13 anos de prisão por homicídio qualificado ocorrido em 1997, na cidade de Itambacuri, na região do Rio Doce.

A ação foi coordenada e executada pela agência policial americana de controle aduaneiro e migratório, a Immigration and Customs Enforcement (ICE).

A Polícia Federal (PF) informou que tem colaborado com a ICE para identificar e localizar outros foragidos da Justiça brasileira em solo americano.

.

VIATOTAL

ViaTotal

///////////////////////////

.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Hesiodo José

Coluna do Hesiodo José – Fragmentos Diários (aumento e também invento)

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 10 de dezembro de 2016.Coluna do Hesiodo …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).