Inicio » Minas Gerais » MG – Estado de Minas Gerais investiga Zika em três casos de microcefalia

MG – Estado de Minas Gerais investiga Zika em três casos de microcefalia

MG – Estado de Minas Gerais investiga Zika em três casos de microcefalia

Minas Gerais investiga a relação de três casos de microcefalia (malformação congênita que causa sequelas permanentes) com o zika vírus.

MG - Estado de Minas Gerais investiga Zika em três casos de microcefalia
MG – Estado de Minas Gerais investiga Zika em três casos de microcefalia

.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

.

Um dos casos é um bebê nascido na maternidade Sofia Feldman, na região Nordeste de Belo Horizonte; outro é de Uberlândia, no Triângulo Mineiro; e o terceiro, de Congonhas, na região Central do Estado. As informações foram fornecidas pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), na tarde desta terça.

“Desde o dia 11 de novembro, o Ministério da Saúde estabeleceu que a microcefalia é classificada como emergência em saúde pública, tendo em vista o aumento de casos associado à relação temporal e causal com o zika vírus”, explicou Rodrigo Said, superintendente de Vigilância Epidemiológica, Ambiental e Saúde do Trabalhador da SES-MG.

Dessa data até agora, Minas Gerais já notificou cinco casos de microcefalia, mas em dois deles foi descartada a relação com o zika.

Realizada o registro da doença, o Estado inicia um procedimento de investigação. “Existe um formulário com um questionário que é feito com a gestante por recomendação do Ministério da Saúde. Preenchido esse questionário, cada caso está sendo discutido individualmente por uma equipe técnica formada por pessoas da Secretaria de Estado e da Secretaria Municipal de Saúde. Identificado o risco de associação ao zika vírus, é recomendada uma série de exames laboratoriais, tanto para diagnóstico do zika como de outros agentes que possam ser os causadores de uma microcefalia, como a toxoplasmose, a rubéola e a sífilis”, esclarece Said.

.

VIATOTAL

ViaTotal

///////////////////////////

.

Os exames laboratoriais são analisados na Fundação Ezequiel Dias, em Belo Horizonte, e também no Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz), no Rio de Janeiro. O resultado das análises do segundo caso negativado em Minas foi divulgado pela Fiocruz na tarde desta terça.

Apesar de a SES-MG seguir recomendações do Ministério da Saúde, o órgão federal ainda não estabeleceu um protocolo oficial para as investigações da relação entre o zika vírus e a microcefalia. De acordo com a assessoria de imprensa do órgão, esse protocolo está sendo criado, mas não há previsão de quando ele será concluído.

.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

O responsável pela cirurgia o neurocirurgião César Felipe Gusmão Santiago

Montes Claros – Santa Casa de Montes Claros realiza cirurgia inédita para retirada de tumor cerebral

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 9 de dezembro de 2016.Montes Claros – …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).