Inicio » Montes Claros » Montes Claros – Sistema Sedinor/Idene investe em nova tecnologia social para perenização de rios

Montes Claros – Sistema Sedinor/Idene investe em nova tecnologia social para perenização de rios

Montes Claros – Sistema Sedinor/Idene investe em nova tecnologia social para perenização de rios

Projeto piloto do Barramento Base Zero será implementado na Bacia do Rio São Lamberto, município de Montes Claros, que sofre com o assoreamento.

Projeto piloto do Barramento Base Zero será implementado na Bacia do Rio São Lamberto, município de Montes Claros, que sofre com o assoreamento.
Projeto piloto do Barramento Base Zero será implementado na Bacia do Rio São Lamberto, município de Montes Claros, que sofre com o assoreamento.

.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

.

A Secretaria de Estado de Desenvolvimento e Integração do Norte e Nordeste de Minas Gerais – Sedinor, por meio de sua autarquia, o Idene, está trazendo para os municípios de sua área de abrangência o conhecimento sobre o Conceito Base Zero. A tecnologia social, já desenvolvida com sucesso na região nordeste do Brasil, promete contribuir para a perenização dos rios e para amenizar os graves problemas de escassez de água no semiárido mineiro. Por meio da construção de barragens, usando basicamente pedras e com custo baixíssimo, a água é armazenada debaixo do chão, praticamente livre da salinização e da evaporação, diferentemente dos armazenamentos superficiais que evaporam rapidamente.

A primeira ação para introduzir a nova tecnologia nas regiões Norte e Nordeste de Minas Gerais será o Seminário Barramento Base Zero – Perenização de Bacias Hidrográficas, que será realizado nos dias 10 e 11 de dezembro, em Montes Claros, numa parceria com a Agência de Desenvolvimento do Norte de Minas – Adenor. O evento faz parte das comemorações da Semana dos Gerais e contará com participação do especialista em recursos hídricos, o engenheiro mecânico José Artur Padilha, que desenvolveu o conceito Base Zero, no estado de Bernambuco. A programação conta, ainda, com apoio do movimento Vidas Áridas e da Organização Vida Verde, OVIVE, no suporte de ações junto à mobilização e execução do evento.

O seminário será dividido em duas etapas. No dia 10/12, no auditório da Associação dos Municípios da Área Mineira da Sudene – Amams, haverá a palestra de José Artur Padilha sobre o tema, além de debate e apresentação do mapeamento da bacia do rio São Lamberto, a cargo da empresa parceira 14 Pix, especializada no assunto. Trata-se de uma área gravemente comprometida com assoreamento, erosões e processo de desertificação. Para o dia seguinte, 11 de dezembro, está programado um dia de campo na bacia do rio, tendo como base de trabalho o Clube Pentáurea, região na qual será construído um modelo do barramento base zero, a título de multiplicação da tecnologia.

No Norte de Minas, a implementação do Conceito Base Zero também já conta com a parceria do Centro de Agricultura Alternativa – CAA e do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Montes Claros. O secretário da Sedinor, Paulo Guedes, ressalta que a introdução de novas tecnologias sociais na região é importante do ponto de vista ambiental e também do apoio aos pequenos produtores rurais que sofrem com a falta d’água. “Essa tecnologia tem um custo baixíssimo e um resultado de grande impacto socioambiental. Vamos implantar essa experiência na Bacia do São Lamberto como um piloto, e a nossa intenção é aplicá-la depois em outros municípios das regiões Norte e Noroeste de Minas e vales do Jequitinhonha, Mucuri e Rio Doce”, ressaltou o secretário ao lembrar que, para obter o resultado esperado, será preciso contar com o apoio de todos: moradores, organizações não-governamentais e outros órgãos do governo.

Conceito Base Zero

A experiência de Artur Padilha vem sendo realizada nos 600 hectares da Fazenda Caroá, de sua propriedade, em Afogados da Ingazeira, cidade distante 380 quilômetros de Recife, e foi adotada pela Agenda 21 na Área de Agricultura Sustentável do Governo Federal. O Conceito Base Zero se enquadra entre as tecnologias sociais, que são ações de pequeno porte com grandes resultados, de baixo custo e que envolvem a mão de obra da própria comunidade.

Artur Padilha
Artur Padilha

.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

.

Padilha explica que as barragens têm o formato de arco romano deitado e rampado. São feitas exclusivamente com pedras do próprio local, sem argamassa, arrumadas de modo inteligente, de forma que trabalhem estruturalmente quase a uma compressão pura. “Os barramentos, acoplados em série, acabam formando platôs por conta da erosão natural provocada pelas chuvas nas encostas adjacentes”, explica o engenheiro. Ele acrescenta que “esses platôs são férteis, possibilitando a produção agropecuária normal, pois a água que escoa rapidamente fica armazenada muito mais tempo neles, devido à lenta percolação através do solo e dos estragos geológicos imediatamente abaixo e pode ser utilizada durante todo o ano, incluindo o período de estiagem”.

.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

MG - Jovem inventa que mãe está passando mal para estuprar vizinha

MG – Jovem inventa que mãe está passando mal para estuprar vizinha

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 5 de dezembro de 2016.MG – Jovem …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).