Inicio » Colunistas » Hesiodo José » Coluna do Hesiodo José – Fragmentos Diários (aumento e também invento)

Coluna do Hesiodo José – Fragmentos Diários (aumento e também invento)

Coluna do Hesiodo José – Fragmentos Diários (aumento e também invento)

Na tentativa de fazer com que  uma ex-namorada reencarnasse e voltasse para ele, Nilson  Ribeiro, de 33 anos, gastou o equivalente — em dinheiro vivo — a R$ 2,7 milhões de reais herança da família de produtores de doce de leite de São João do Pacuí. A grana foi toda para a mão de  médiuns que garantiram ao apaixonado que o dinheiro seria bem investido

Tudo começou, é claro, com a morte da namorada Deusumira que trabalhava em um hotel de Montes Claros. Desesperado, ele recorreu às atividades paranormais para, no mínimo, ter contato novamente com a amada. Para isso, começou dando o anel avaliado em R$ 150 mil para um médium velhaco conhecido pela policia como “Pai Polaco”. Nesse primeiro trabalho, ele diz ter tido alguns “encontros” com sua ex, depois de tomar quase um litro de pinga com umas raízes amargas dentro. Em todos, no entanto, ele garante que não conseguiu manter relações sexuais com a morta. Por conta disso, resolveu ir a outra pessoa que garantia ter feito Dinho dos Mamonas Assassinas ejacular depois de cinco anos morto no rosto de uma fã apaixonada.  Para  tentar mais uma vez — com uma diferença, no entanto. Ao investigar mais as causas da morte da ex, Nilson  descobriu que ela morrera de overdose, sem nunca ter sabido que ela usava drogas. Decidiu, então, que omitiria esse dado da  médium Christina Magia . Para trabalhar, no entanto a mulher  pediu R$ 335 mil — a causa seria a “construção de uma ponte de concreto  até outra dimensão para encontrar a ex” numa praça arborizada. Nilson hesitou, mas acabou cedendo. Cedeu tanto que, em poucos meses, acabou se envolvendo sexualmente com a médium e só viu seus gastos aumentarem. Ao perceber que estava sendo enganado, ele rompeu relações com Christina e entrou na Justiça para reaver seu dinheiro. Mas já havia caído em outro golpe, a médium estava grávida dele e seu advogado já pleiteava na justiça o que  era de direito da criança.

Chifre Caro

Após ser traída pelo marido, o vendedor de Legal Cap  Ciro  Arnaldo, de 44 anos, a leonina professora de matemática da cidade de Bocaiuva  Laura Prisilino, de 42, aproveitou que Ciro  fazia uma viagem a Maceió, e vendeu a casa que o casal vivia na Vila Luiza, bairro da zona sul de Montes Claros. Laura descobriu a traição do marido após ele esquecer o celular em casa. Após a ligação de um número desconhecido, ela flagrou mensagens de uma vendedora do bilhete (Legal Cap) que prometia uma recepção quente quando ele  chegasse em Alagoas. Laura conseguiu vender o imóvel sem o marido saber, porque os pais dela tinham ficado com a hipoteca da casa depois que a filha e o marido tiveram dificuldades financeiras. Em seguida, ela fez as malas e foi embora. Quando voltou para Montes Claros, Ciro  encontrou as fechaduras trocadas e alguns acadêmicos do curso de História da Unimontes  morando na casa. “Eu cometi um erro e paguei caro por isso”, afirmou ele, que hoje mora em Buritizeiro.

Riso da Hora

Enxotado de casa pela mulher, que não tava a fim de dormir cheirando bafo de pinga, vai a um beco,acaba dormindo no chão e tem o relógio roubado. No dia seguinte, já curado da manguaça, ao andar pela rua, vê um cara usando o seu relógio, e se aproxima dele dizendo : – Hei, cara, esse relógio é meu! – Que seu que nada. Esse relógio eu ganhei  de um bêbado que me pagou para comer o cu dele  ontem lá no beco. -Tem razão, não é meu mesmo. Mas que parece, parece!!

Fica assim, amanhã tem mais..

Por Hesiodo José

Hesiodo José
Hesiodo José

.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Cultura Moc - Festa Nacional do Pequi começa na próxima semana

Cultura Moc – Festa Nacional do Pequi começa na próxima semana

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 10 de dezembro de 2016.Cultura Moc – …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).