Inicio » Minas Gerais » Triangulo Mineiro » MG – Vendedora acusada de se masturbar no trabalho será indenizada

MG – Vendedora acusada de se masturbar no trabalho será indenizada

MG – Vendedora acusada de se masturbar no trabalho será indenizada

MG - Vendedora acusada de se masturbar no trabalho será indenizada
MG – Vendedora acusada de se masturbar no trabalho será indenizada

Uma vendedora será indenizada em R$ 5 mil por danos morais por ter sido ofendida e coagida na empresa em que trabalhava, em Uberlândia, no Triângulo Mineiro. A decisão é da Tribunal Regional do Trabalho (TRT).

.

VIATOTAL

ViaTotal

///////////////////////////

.

Conforme o processo, o juiz João Rodrigues Filho constatou que a supervidora da empresa gritava com os funcionários, acusando-os de ir ao banheiro para se masturbarem. Além disso, ela colocava obstáculos para impedir que os empregados participassem da ginástica laboral e desfrutassem da folga, e também exigia que os funcionários trabalhassem mesmo tendo sido afastados por recomendação médica.

.

oBoticário

///////////////////////////

.

Ao analisar o caso, o magistrado concluiu que a supervisora agiu com excesso de poderes. “A reprovável, abusiva e excessiva conduta da supervisora extrapola o exercício do poder diretivo pela empregadora e a razoável cobrança pelo alcance das metas da organização e da equipe, revelando-se potencialmente apta a vulnerar a privacidade e a intimidade da trabalhadora, assim como para atingir a sua dignidade humana”, declarou.

Ele acrescentou que a empresa também violou o dever legal de oferecer ambiente saudável e livre de agressões aos empregados. Por isso, condenou a empresa ao pagamento da indenização.

.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).