Inicio » Montes Claros » Montes Claros – Governo de Minas suspende envio de vacinas antirrábicas a Montes Claros

Montes Claros – Governo de Minas suspende envio de vacinas antirrábicas a Montes Claros

Montes Claros – Governo de Minas suspende envio de vacinas antirrábicas a Montes Claros

Montes Claros - Governo de Minas suspende envio de vacinas antirrábicas a Montes Claros
Montes Claros – Governo de Minas suspende envio de vacinas antirrábicas a Montes Claros

.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

.

O setor de saúde pública de Montes Claros está impedido de atender a população com vacinas contra raiva de cultivo celular (VAHR ou antirrábicas). O produto está em falta desde o dia 30 de dezembro de 2015.

A responsabilidade do desabastecimento, porém, não é do município, mas do Governo de Minas Gerais, que não tem estoques estratégicos para suprir a demanda. A vacina, na verdade, está faltando até mesmo para a rede particular de saúde em Minas Gerais.

Em nota oficial, emitida no primeiro dia de dezembro do ano passado, a Secretaria de Estado da Saúde, através da Subsecretaria de Vigilância e Proteção à Saúde, admitiu o desabastecimento e esclareceu que “em Minas Gerais o momento é crítico”, não informando, entretanto, quando as vacinas estarão novamente à disposição dos usuários da rede pública de saúde. A informação é de que elas não estariam sendo produzidas por laboratórios no estado.

ALTERNATIVA

Devido ao desabastecimento, em Montes Claros, a Secretaria Municipal de Saúde buscou alternativas para enfrentar a situação. Achou necessário definir apenas uma unidade de referência para atender a demanda. Assim, o atendimento está concentrado somente no Posto de Saúde do Bairro Major Prates. A medida foi tomada para evitar que o cidadão perca tempo recorrendo, em vão, a outras unidades de saúde, em busca da vacina, aplicada em pessoas que são mordidas por mamíferos como cachorros, gatos, morcegos e macacos entre outros.

“Por conta dessa situação, estamos fazendo apenas o primeiro atendimento e passando a descrição da vacina ao paciente. Se for necessário, fazemos ainda os curativos”, informa Pamela Scarlett, funcionária do Posto de Saúde do Major Prates, acrescentando que a demanda pela vacina “nesses dias, tem sido normal”.

Após o primeiro atendimento no Posto de Saúde do Major Prates, ainda segundo o esquema montado pela Secretaria Municipal de Saúde, o nome do usuário é incluído em uma lista, com seu endereço e o número de doses de vacinas a serem administradas. Essa lista e a notificação são encaminhadas para a Superintendência Regional de Saúde que avaliará, observando critérios do Ministério da Saúde, a liberação da vacina, nominalmente, e a sua quantidade necessária.

DOCUMENTO DO CENTRO REGIONAL DE SAUDE

.

VIATOTAL

ViaTotal

///////////////////////////

.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

MG - Mortes por afogamento crescem 14% em Minas Gerais

MG – Mortes por afogamento crescem 14% em Minas Gerais

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 8 de dezembro de 2016.MG – Mortes …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).