Inicio » Colunistas » Hesiodo José » Coluna do Hesiodo José – Fragmentos Diários (aumento e também invento)

Coluna do Hesiodo José – Fragmentos Diários (aumento e também invento)

Coluna do Hesiodo José – Fragmentos Diários (aumento e também invento)

Em Brasilia de Minas Patriarca de família  teve idéia de dar nome aos filhos ao ver cartaz em cartório; família diz não se incomodar com as inevitáveis piadas

Em uma manhã de 1974 na pacata  Brasilia de Minas do pequi carnudo, o sanfoneiro José Miguel Revestrez, conhecido como seu “Mocotó”, grande animador de forrós, estava contente pelo nascimento do terceiro filho, o primeiro do segundo casamento. Tinha a idéia de batizá-lo com um nome diferente, que ninguém tivesse utilizado ainda. Ele entrou no cartório de registro civil, olhou na parede e viu um cartaz escrito “xerox e fotocópias autenticadas”. Decidiu usar as três palavras para nomear o recém-nascido e os filhos que poderiam ter no futuro.  Assim foi batizado o primogênito: Xerox Miguel Revestrez, (hoje com 40 anos). Quatro anos depois, nasceu Autenticada Frente e Verso Miguel Revestrez  e depois veio ao mundo Fotocópia Erroex  Miguel Revestrez, de 28 anos. Essa família recifense tem orgulho do nome diferenciado. O patriarca morreu no dia 11 de fevereiro de 2013. Xerox Miguel Revestrez,  resolveu dar sequência as invencionices do pai e  batizou os próprios filhos de Xerlaine Xurriara Miguel de Revestrez , Xequira Chupeta Miguel de Revestrez, Xeroline Churralha Miguel de Revestrez , Brucesfielde Alcatra Miguel de Revestrez.

Toddynho Ladrão

Um homem de 37 anos foi preso pela Polícia Civil na madrugada desta sexta-feira na Vila Aurea, Bairro de Montes Claros. De acordo com a investigação, ele se especializou em roubar lojas de conveniência de postos de combustíveis e era conhecido, entre as vítimas, como “o bandido do Toddynho”. As ações ocorriam sempre em dois postos no bairro. Ele é suspeito de pelo menos oito crimes nos últimos 30 dias. Segundo o titular da  Delegacia de Polícia de Montes Claros, as vítimas relataram que o suspeito sempre pedia um achocolatado antes de cometer os crimes. Depois, ele “ficava acompanhando a movimentação na loja de conveniência. Em seguida, anunciava o assalto. As próprias testemunhas começaram a chamar ele de ‘bandido do Toddynho’, e isso auxiliou no trabalho de investigação”, contou.

Bronhas Teacher

O professor de música Daniel Jamilton, de 28 anos da cidade de Montalvania,  foi preso  acusado de ter se masturbado dentro da sala de aula. Julgado no ultimo dia 04 de janeiro foi  condenado a um ano de prisão  e terá que pagar  multa ainda não estipulada pelo juiz. Ele  também concordou em pedir demissão do cargo. De acordo com a investigação, o professor teria dito que  se masturbou  dentro da sala de aula alegando que uma aluna se insinuava para ele, pois  ia  para as aulas sem calcinha usando mini saia.

Riso da Hora

O Portugues estava tava andando de carro e leu uma placa escrita Devagar QUEBRA MOLA, ai ele pisoou fundo no acelerador e bateu o carro. Ele voltou na placa e escreveu RÁPIDO TAMBÉM QUEBRA!

Fica assim, amanhã tem mais…

Hesiodo José
Hesiodo José

.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

.

 

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

O responsável pela cirurgia o neurocirurgião César Felipe Gusmão Santiago

Montes Claros – Santa Casa de Montes Claros realiza cirurgia inédita para retirada de tumor cerebral

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 9 de dezembro de 2016.Montes Claros – …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).