Inicio » Mais Seções » Tecnologia » No Brasil, 98 milhões de pessoas ainda não têm acesso à internet

No Brasil, 98 milhões de pessoas ainda não têm acesso à internet

No Brasil, 98 milhões de pessoas ainda não têm acesso à internet

No Brasil, 98 milhões de pessoas ainda não têm acesso à internet
No Brasil, 98 milhões de pessoas ainda não têm acesso à internet

.

VIATOTAL

ViaTotal

///////////////////////////

.

Embora o número de usuários da internet no mundo tenha mais do que triplicado em dez anos, 4,2 bilhões de pessoas ainda não têm acesso à rede.

Isso representa 60% da população mundial, segundo relatório do Banco Mundial divulgado na quarta-feira (13). No Brasil, 98 milhões de pessoas não têm acesso à internet. O País é o 7º com o maior número de pessoas offline.

Índia e China lideram o ranking. Em número de usuários, o Brasil é o 5º da lista. “A internet continua indisponível, inacessível e fora do alcance econômico para a maioria da população mundial”, diz o documento. O estudo menciona que apenas 31% da população dos países em desenvolvimento tinham acesso à internet, em comparação com 80% nos países de renda alta, pelos dados de 2014.
O documento afirma que os benefícios da rápida expansão digital estão sendo melhor aproveitados por “pessoas de maior renda, qualificadas e influentes”.
O estudo também estima que 5,2 bilhões de pessoas no mundo têm um celular. “Entre os 20% dos domicílios mais pobres, quase sete de cada 10 têm telefone celular. É mais provável que as residências mais pobres tenham mais acesso a celulares do que a sanitários ou água potável”, diz o Banco Mundial.
Mesmo assim, 2 bilhões de pessoas ainda não têm o aparelho e cerca de 500 milhões estão em áreas sem sinal de telefonia móvel.
.

oBoticário

///////////////////////////

.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).