Inicio » Emprego » Emprego – Palavras de autoelogio no LinkedIn não ajudam profissionais

Emprego – Palavras de autoelogio no LinkedIn não ajudam profissionais

 

Termos usados por brasileiros na rede não são adequadas. Falar de experiências é o recomendado.

Responsável, estratégico, criativo, apaixonado, motivado, liderança, sólida experiência, planejamento estratégico, experiência internacional, extensa experiência. Estas dez expressões foram as mais usadas pelos brasileiros no LinkedIn em 2015. E são todas inadequadas, segundo especialistas em mercado de trabalho. A rede social, utilizada para construção de relacionamentos de trabalho e contratações, tem no Brasil seu terceiro maior público mundial, com 23 milhões de conectados através do site.

Fugir das palavras vazias também é menos difícil do que parece, segundo especialistas
Fugir das palavras vazias também é menos difícil do que parece, segundo especialistas

.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

.

Em tempos de crise, é preciso ficar de olho na forma como se busca um emprego. Com fechamento de 1,54 milhão de vagas formais de acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), profissionais devem escolher as informações certas para postar nas redes sociais e atrair recrutadores.

“Em sua maioria as palavras usadas são autoelogios, termos sem significado concreto que nada revelam sobre a bagagem profissional de alguém”, aponta a professora da Faculdades dos Guararapes (FG) e especialista em comportamento organizacional Sônia Calado.

Para causar boa impressão, o candidato precisa, primeiramente, ser verdadeiro. “Se ele mentir, deve saber que todas as informações podem ser checadas”, avalia Sônia.

Fugir das palavras vazias também é menos difícil do que parece. Quem deseja, por exemplo, ressaltar que se importa com aspectos sociais, pode relatar uma experiência que reflita a preocupação. “É hora de falar sobre um trabalho voluntário realizado em uma ONG, por exemplo”, ensina. Ainda de de acordo com a professora, outra postura adequada é hierarquizar a importância das experiências adquiridas durante a carreira.

24548321855_7b36e33a91

.

VIATOTAL

ViaTotal

///////////////////////////

.

“As pessoas precisam se perguntar que tipo de profissionais querem ser e apresentar as vantagens que tem de acordo com as empresas que desejam atingir”, ensina. E nada de falar apenas dos cargos que ocupou sem demonstrar resultados. Comprovar em números que seu projeto foi agregador para uma empresa soma pontos com o recrutador.

Diretora de Recursos Humanos da Construtora Conic, Florence Olsen tem no LinkedIn uma de suas ferramentas de busca de novos profissionais. “Procuramos pessoas que se encaixem no perfil da empresa e que já tenham passado por outras firmas renomadas, porque isso nos dá a segurança de ter um profissional treinado”, afirma.

Se você ainda duvida que um perfil caprichado no LinkedIn pode render um emprego dos sonhos, a analista financeira Ana Maria Lucena conseguiu entrar na multinacional BRF Foods, detentora de marcas como sadia e perdigão, através do site. “Na época, já estava empregada, mas fui contatada pela empresa por causa do perfil, que eles acreditaram ser compatível com os valores da empresa”, revela.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

O responsável pela cirurgia o neurocirurgião César Felipe Gusmão Santiago

Montes Claros – Santa Casa de Montes Claros realiza cirurgia inédita para retirada de tumor cerebral

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 9 de dezembro de 2016.Montes Claros – …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).