Inicio » Nacional » CAIXA INTEGRA CAMPANHA PARA COMBATE AO MOSQUITO AEDES AEGYPTI

CAIXA INTEGRA CAMPANHA PARA COMBATE AO MOSQUITO AEDES AEGYPTI

Ação de limpeza realizada nesta sexta-feira (29) pelo Governo Federal tem objetivo de erradicar focos do transmissor da dengue, Chikungunya e do vírus Zika.

CAIXA INTEGRA CAMPANHA PARA COMBATE AO MOSQUITO AEDES AEGYPTI
CAIXA INTEGRA CAMPANHA PARA COMBATE AO MOSQUITO AEDES AEGYPTI

 

A Caixa Econômica Federal participa, nesta sexta-feira (29), da campanha do Governo Federal para a erradicação dos focos do mosquito Aedes Aegypti, transmissor da dengue, do vírus Zika e da Chikungunya, em todos os órgãos públicos, autarquias, agências e empresas públicas, com uma grande ação de limpeza chamada “Dia da Faxina”. 

Em apoio à campanha, a CAIXA se mobilizou para verificar todas as caixas, reservatórios e depósitos de água, e assegurar que estejam ou que sejam limpos e lacrados. Além disso, o banco vai observar lajes, calhas, lonas de coberturas, depósitos de materiais e banheiros desativados, para desobstrução, limpeza e eliminação do acúmulo de água nas unidades do banco. 

A presidente da CAIXA, Miriam Belchior, participará de ato simbólico, nesta sexta-feira, no qual aplicará cloro no espelho d’água do edifício Matriz do banco. Segundo a presidente, a campanha é um passo importante para a erradicação do mosquito Aedes Aegypti. “A mobilização é absolutamente necessária. A CAIXA pretende envolver todas as regiões do país, por meio da capilaridade de sua rede de agências e postos de atendimento e com engajamento dos seus empregados e clientes, para caminharmos para um Brasil livre desse mosquito”, afirma.

Além das ações citadas, será verificada ainda a correta acomodação do lixo, bem como a vedação de todas as lixeiras, com cuidados especiais para sacos de lixo, copos de plástico e outros materiais que possam acumular água e servir de criadouro para o mosquito. A CAIXA vai verificar também se há acúmulo de água em floreiras e jardineiras, e se espelhos d’água e fontes estão sendo limpas e cloradas nas suas unidades. O banco vai observar e registrar, em todas as inspeções, possíveis focos de larvas e mosquitos, e eliminá-los imediatamente. 

Conscientização:

A CAIXA vai divulgar ainda, frases de informação e conscientização da campanha nos extratos bancários dos clientes, além de publicar posts e banners informativos sobre o assunto nas suas redes sociais e no site oficial, bem como promover outras ações voltadas para o público externo. Os empregados da CAIXA também serão conscientizados sobre a importância das ações de combate ao mosquito por meio de SMS, jornal institucional e outras ferramentas de comunicação interna. 

“Dia da Faxina”:

O objetivo da ação do Governo Federal, que integra o eixo de mobilização do Plano Nacional de Enfrentamento à Microcefalia, é inspecionar e eliminar possíveis focos do mosquito em todos os prédios públicos no país. A mobilização nacional vai envolver cerca de 1,6 milhão de trabalhadores federais, no total, e os possíveis focos do mosquito, que forem identificados, serão repassados à Sala Nacional de Comando e Controle. 

Todos os servidores da esfera federal receberam comunicação eletrônica alertando sobre a importância e a necessidade dessa mobilização coletiva, para combater o mosquito e difundir informações no seu ambiente de trabalho, especialmente na busca e eliminação de focos do mosquito e seus criadouros.

Texto: Assessoria de Imprensa da CAIXA – Regional Norte de Minas

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 2 de dezembro de 2016. Temer sanciona …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).