Inicio » Internacional » Ásia » Ásia – China se prepara para eventual chegada do vírus Zika

Ásia – China se prepara para eventual chegada do vírus Zika


Reviewed by:
Rating:
5
On 30 de janeiro de 2016
Last modified:30 de janeiro de 2016

Summary:

Ásia - China se prepara para eventual chegada do vírus Zika

 

As autoridades chinesas anunciaram que vão cooperar com outros países para fazer frente aos riscos, que podem afetar 3 a 4 milhões de pessoas na América, em 2016.

China se prepara para eventual chegada do vírus Zika à Ásia
China se prepara para eventual chegada do vírus Zika à Ásia

O Boticário

///////////////////////////

As autoridades de saúde da China, país em que não há casos registados de Zika, se preparam para a eventual chegada do vírus portador da doença ao continente asiático.

O Centro de Controle e Prevenção de Doenças da China elevou na sexta-feira (29) o alerta para a possibilidade de o vírus ser importado de outros países e já começou a instruir o pessoal médico, informou hoje (30) o diário oficial China Daily.

Depois de a Organização Mundial de Saúde (OMS) ter advertido, na quinta-feira (28), que o Zika poderia afetar entre 3 e 4 milhões de pessoas na América em 2016, as autoridades chinesas anunciaram que vão cooperar e trocar informações com outros países para fazer frente aos riscos.

Os peritos chineses consideram pouco provável que o país asiático sofra um surto desta doença, como o ocorrido no continente americano, devido às condições climáticas adversas para a propagação do mosquito Aedes aegypti, que transmite o vírus.

Natura

///////////////////////////

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).