Inicio » Mais Seções » Tecnologia » WhatsApp alcança 1 bilhão de usuários

WhatsApp alcança 1 bilhão de usuários

 

Depois de comprar o WhatsApp, o Facebook tornou o serviço completamente gratuito; próximo passo, de acordo com Zuckerberg, é facilitar o uso do serviço para os negócios.

WhatsApp alcança 1 bilhão de usuários
WhatsApp alcança 1 bilhão de usuários

oBoticário

///////////////////////////

O serviço de mensagem de telefone WhatsApp, que pertence à rede social Facebook, alcançou a marca de 1 bilhão de usuários, de acordo com uma publicação de seu chefe e cofundador Mark Zuckerberg.

“Um bilhão de pessoas estão usando o WhatsApp agora”, disse Zuckerberg em uma publicação em sua página do Facebook. “Existem poucos serviços que conectam mais de um bilhão de pessoas”, frisou.

O número de pessoas usando o WhatsApp mais que dobrou desde que o Facebook, baseado na Califórnia, comprou o serviço por US$ 19 bilhões no final de 2014, de acordo com Zuckerberg.

“Isso é quase uma em cada sete pessoas na Terra que usa WhatsApp todo mês para estar em contato com seus amados, amigos e família”, disse o time do WhatsApp em um post de seu blog.

Depois de comprar o WhatsApp, o Facebook tornou o serviço completamente gratuito. O próximo passo, de acordo com Zuckerberg, é facilitar o uso do serviço para os negócios.

VIATOTAL

ViaTotal

///////////////////////////

Levar o WhatsApp para o intercâmbio entre negócios e consumidores tem o potencial de criar oportunidades de lucro para o Facebook.

Recentes relatórios da mídia indicam que o Facebook está trabalhando nos bastidores para integrar o WhatsAppp de forma mais adequada à rede social líder no mundo, fornecendo a capacidade de compartilhar informação entre os serviços.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).