Inicio » Economia » Quase metade dos brasileiros esperam piora da economia em 2016, diz pesquisa

Quase metade dos brasileiros esperam piora da economia em 2016, diz pesquisa

 

Em três meses, perspectiva de deterioração econômica recua 11 pontos percentuais.

Um quarto dos entrevistados espera 2016 igual a 2015
Um quarto dos entrevistados espera 2016 igual a 2015

PUBLICIDADE

///////////////////////////

A crise econômica brasileira abalou a expectativa da população quanto a um ano próspero para a economia do país. Pesquisa do IBOPE Inteligência realizada entre os dias 16 e 20 de janeiro mostra que 46% dos brasileiros acham que a economia será pior em 2016 na comparação com 2015 e 26% acreditam que vai continuar igual ao ano passado. Apenas um quarto dos entrevistados (25%) esperam melhora na economia neste ano. Esses números mostram o agravamento da expectativa econômica da população nos últimos meses.

Em pesquisa realizada em outubro, feita em parceria com a Worldwide Independent Network of Market Research (WIN), 35% dos brasileiros acreditavam que 2016 seria um ano de dificuldades econômicas para o Brasil, 11 pontos percentuais a menos do que o verificado em janeiro. Os que não esperavam mudanças na economia para este ano somavam 29% e os que achavam que, economicamente, 2016 seria melhor do que 2015 totalizavam 32%, sete pontos percentuais a mais do que o registrado neste primeiro mês do ano.

Essa expectativa negativa dos brasileiros quanto à economia coloca o país bem acima da média global: 22% da população mundial crê que este ano será de dificuldade econômica. O estudo com a WIN, que também foi realizado em 68 países, com 66.040 entrevistados, revela que as nações mais preocupadas com a economia são Grécia, África do Sul e Tunísia.

Prosperidade – Por outro lado, no ranking dos países que esperam prosperidade econômica em 2016, o Brasil está 20 pontos percentuais abaixo da média global, que é de 45%. As nações com melhores perspectivas econômicas para 2016 são Nigéria, Bangladesh e China.

Sobre a pesquisa
No Brasil, as duas pesquisas foram feitas com 2.002 entrevistas, sendo uma em outubro de 2015 e outra em janeiro de 2016. O estudo da WIN ouviu 66.040 pessoas em 68 países, entre setembro e dezembro de 2015.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Dr. Newton Figueiredo, vice-presidente da ACI, defendeu o resgate do futebol local a partir da campanha

Montes Claros – Ação entre amigos da ACI e CDL em prol do Ateneu

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 7 de dezembro de 2016.Montes Claros – …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).