Inicio » Internacional » América » Golfinho morre após banhistas tirarem selfies fora da água

Golfinho morre após banhistas tirarem selfies fora da água

 

Desde que virou febre, a selfie já registra várias histórias de acidentes e até mortes bizarras que foram causadas pela prática. Desta vez, a vítima foi um golfinho encontrado na costa da Argentina.

Golfinho não resistiu ao tempo passado fora d'água
Golfinho não resistiu ao tempo passado fora d’água

PUBLICIDADE

///////////////////////////

O animal, da espécie franciscana estava fora do seu habitáa natural quando chamou a atenção dos banhistas. Embora a atitude sensata – e provável em outros tempos – fosse tentar recolocar o golfinho na água, as pessoas preferira passá-lo de mão em mão para que cada um registrasse o momento.

O tempo demorado para que cada um pudesse tirar sua foto do momento exótico fez com que o animal desidratasse e morresse. A consequência, de que um animal aquático não suportaria muito tempo em terra, pareceria óbvia se a maior preocupação não fosse o melhor ângulo da foto ou filtro da câmera.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

Estima-se que existam apenas 30 mil dessa espécie. Os golfinhos possuem uma grande camada de pele que regula a temperatura dentro do frio do mar e, por isso, estar fora dele fez com que o animal desidratasse rapidamente e morresse. Segundo relatos, mesmo após a morte dele, as pessoas demoraram para perceber e continuaram passando para que outras também tirassem fotos.
O procedimento correto para esse tipo de situação é devolver o mais rápido possível para o habitat natural, desde que, é claro, salvar o animal seja a prioridade.
------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Norte de Minas - Sistema Sedinor/Idene, Codevasf e a Epamig promovem seminário para discutir o futuro da macaúba na região Norte de Minas

Norte de Minas – Sistema Sedinor/Idene, Codevasf e a Epamig promovem seminário para discutir o futuro da macaúba na região Norte de Minas

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 2 de dezembro de 2016.Norte de Minas …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).