Inicio » Esporte » Taça Libertadores » Libertadores 2016 – Atlético-MG leva susto, mas vira sobre o Melgar na altitude

Libertadores 2016 – Atlético-MG leva susto, mas vira sobre o Melgar na altitude

 

Equipe alvinegra saiu em desvantagem no placar, mas contou com categoria de Rafael Carioca e Patric para vencer.

Douglas Santos, do Atléico-MG, disputa jogada com Dhawlin Leudo, do Melgar
Douglas Santos, do Atléico-MG, disputa jogada com Dhawlin Leudo, do Melgar

VIATOTAL

ViaTotal

///////////////////////////

Dois golaços alvinegros, Patric em sua insistência de praxe e o tradicional sufoco no fim. O Atlético venceu o Melgar-PER por 2 a 1, no Peru, e largou bem na Copa Libertadores. O gol rival foi de Omar Fernández.

A próxima partida do Atlético será contra o Boa Esporte, no domingo, pelo Mineiro. O confronto está marcado para o Independência, assim como o duelo sequente da Libertadores diante do Independiente del Valle-EQU, às 21h45 do dia 24 de fevereiro.

O jogo

Precisou de pouco tempo para o Atlético chegar ao gol adversário. A movimentação era constante pelos lados e coube a Hyuri o chute inicial para assustar o goleiro Daniel Ferreyra. Pelo meio, a armação ficou a cargo de Luan, com a intensa participação de Patric e os retornos de Lucas Pratto.

A equipe alvinegra começou o confronto com maior sequência de jogo, mas os peruanos que abriram o marcador aos 13 min, aproveitando duas infelicidades de Leonardo Silva. No cruzamento de Zuñiga, o capitão cortou no primeiro pau – a bola ficaria limpa para Marcos Rocha – e ainda parou a finalização de Cuesta com a coxa, mas a redonda sobrou para Fernández estufar as redes.

Depois disso foi mantida a insistência de Patric no setor ofensivo e a pressão atleticana. O resultado veio aos 20 min em um petardo de Rafael Carioca de fora da área. Golaço.

O calor atrelado à calma atleticana foram mantidos, com o Galo dominando o duelo. O gol da virada foi aos poucos se desenhando e saiu dos pés do atleta mais presente no ataque. Patric recebeu ótimo passe de Luan, driblou o goleiro e o zagueiro, e chutou para o gol vazio – alguns repórteres peruanos indicaram insultos racistas da torcida contra Patric, fato não atestados por outros presentes.

O segundo tempo serviu para o Galo manter a posse de bola nos minutos iniciais, tomando apenas investidas pontuais dos peruanos. Victor precisou trabalhar e mais uma vez não decepcionou.

O time atleticano, porém, foi perdendo fôlego e obrigado a segurar o ímpeto adversário para garantir a vitória. O clássico sofrimento alvinegro.

Do Super FC

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

MG - Homem briga e morre na frente da namora em baile funk

MG – Homem briga e morre na frente da namora em baile funk

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 10 de dezembro de 2016.MG – Homem …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).