Inicio » Cultura MOC » Cultura Moc – Berta Ribeiro assume direção do Centro Cultural de Montes Claros

Cultura Moc – Berta Ribeiro assume direção do Centro Cultural de Montes Claros

 

“Espero trabalhar junto com os artistas e todos aqueles que contribuem e se empenham em promover a cultura e preservar a memória e os costumes da nossa Montes Claros. Acredito na união dos esforços, no trabalho conjunto e, sobretudo, no entusiasmo e na fé que nos movem a realizar e fazer a diferença”.

Cultura Moc - Berta Ribeiro assume direção do Centro Cultural de Montes Claros
Cultura Moc – Berta Ribeiro assume direção do Centro Cultural de Montes Claros

PUBLICIDADE

///////////////////////////

A afirmação foi feita na manhã desta segunda-feira (22) pela educadora Berta Ribeiro durante a solenidade de sua posse como diretora do Centro Cultural Hermes de Paula (CCHP), em substituição ao jornalista João Jorge Soares que, a partir de agora, assumirá uma das assessorias ligadas diretamente ao gabinete do prefeito. O evento teve a presença de representantes das classes politica, artística e intelectual da cidade, além de servidores do próprio CCHP, da Secretaria de Cultura e da Biblioteca Pública Dr. Antônio Teixeira de Carvalho, onde Berta Ribeira era uma das coordenadoras.

Emocionada, Berta Ribeiro disse que assume a direção do Centro Cultural “com o profundo sentimento de responsabilidade e motivação pelo desafio da tarefa. Sabemos que aqui é um local onde todas as artes podem se apresentar, sejam através da música, dança, teatro, artes plásticas, literatura, artesanato e tantas outras formas de expressões culturais. Desde 1979, data de sua fundação, o Centro Cultural é o ambiente onde circula toda movimentação cultural de Montes Claros. São 40 anos de história que evidenciam o tamanho da responsabilidade que assumo a partir de agora”.

Filha do médico e ex-prefeito de Montes Claros, Mário Ribeiro da Silveira, e dona Jacy Ribeiro, além de neta da professora Mestra Fininha e sobrinha do ex-senador, antropólogo e membro da Academia Brasileira de Letras, Darcy Ribeiro, a educadora Berta Ribeiro garante que os desafios em comandar o CCHP serão minimizados com a colaboração de todos os servidores do setor. “Juntos, vamos proporcionar às classes artísticas, culturais e intelectuais um espaço humanizado e agradáveis para suas apresentações ou manifestações. A população, nosso bem maior, terá neste ambiente um local de estudo, lazer, cultura e entretenimento digno dos grandes centros urbanos”.

Em seu pronunciamento de despedida da direção do CCHP, o jornalista João Jorge Soares revelou que durante o período em que comandou o Centro Cultural houve muitas conquistas, como reforma de alguns ambientes, como a Biblioteca Pública e o teatro, além da aquisição de diversos equipamentos para melhor atender às necessidades e oferecer conforto para a população e os artistas que ali se apresentam. Agradeceu a confiança a ele depositada pelo prefeito Ruy Muniz e garantiu, ainda, que terá agora pela frente um desafio maior em trabalhar diretamente com o chefe do Executivo, principalmente junto aos movimentos culturais e sociais da periferia.

Representando a classe intelectual, a professora Maria Luiza Silveira Teles, presidente da Academia Montesclarense de Letras, reafirmou o compromisso em manter com o poder público municipal a parceria que “possa continuar gerando bons frutos à comunidade, principalmente à camada social com certa dificuldade em acessar livros e outros instrumentos didáticos capazes de aprimorar seus conhecimentos”.

A deputada federal Raquel Muniz lembrou o tempo em que frequentava a Biblioteca do CCHP para desenvolver trabalhos de escola e também estudar para o ingresso na faculdade de medicina. “Foi com a ajuda do meu marido Ruy Muniz e dos livros aqui disponibilizados que puder ter conhecimento melhor de algumas matérias, como química, biologia e física, e que, posteriormente, facilitaram minha entrada no mundo acadêmico do ensino superior. Tenho boas recordações daquela época e hoje, aqui ouvindo os outros pronunciamentos, voltei ao tempo para agradecer a todos por aqui que já passaram, desde servidores até diretores, por terem contribuído não só com o meu, mas com o futuro de milhares de pessoas que um dia necessitaram e ainda necessitam deste espaço para estudar ou se divertir. A você, Berta Ribeiro, desejo que o seu conhecimento por tantos anos dedicados ao Centro Cultural possa continuar na geração bons frutos”. Ao final de seu pronunciamento, a parlamentar doou à dirigente do CCHP livros para o acervo da Biblioteca Pública.

O secretário municipal de Cultura, Carlos Muniz, aproveitou a solenidade para apresentar novos projetos para a área, como a retomada das obras do Armazém Cultural (antigo armazém da Rede Ferroviária Federal), a aquisição de imóvel na parte velha da cidade para a instalação de um outro Centro Cultural, além da ampliação do Corredor Cultural. “Montes Claros sempre foi e continuará sendo titulada como a cidade da arte e da cultura. E o Centro Cultural Hermes de Paula faz parte deste processo, pois é aqui que os principais eventos socioculturais acontecem”, afirmou.

Já o prefeito Ruy Muniz garantiu à nova diretora do CCHP a abertura de processo licitatório para a instalação, ainda neste semestre, de sistema de climatização refrigerada para a Galeria de Artes Godofredo Guedes, espaço onde acontece a maioria das exposições. “Além disso, não pouparei esforços para que o Centro Cultural possa ser um espaço mais agradável e confortável, onde as pessoas possam ter prazer em frequentá-lo”, finalizou o chefe do Executivo.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Norte de Minas - Sistema Sedinor/Idene, Codevasf e a Epamig promovem seminário para discutir o futuro da macaúba na região Norte de Minas

Norte de Minas – Sistema Sedinor/Idene, Codevasf e a Epamig promovem seminário para discutir o futuro da macaúba na região Norte de Minas

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 2 de dezembro de 2016.Norte de Minas …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).