Inicio » Montes Claros » Montes Claros – Macas retidas nos hospitais prejudicam atendimentos de saúde em Montes Claros

Montes Claros – Macas retidas nos hospitais prejudicam atendimentos de saúde em Montes Claros

Uma paciente de 83 anos deu entrada na manhã desta terça-feira, 1, na Unidade de Saúde do Alpheu de Quadros, com insuficiência respiratória provocada por doença pulmonar obstrutiva crônica e encontrou dificuldades para ser transferida para um hospital, devido à falta de macas no Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência).
O Gerente do Alpheu de Quadros, José Pedro Fonseca Neto, faz o BO perante a Polícia Militar
O Gerente do Alpheu de Quadros, José Pedro Fonseca Neto, faz o BO perante a Polícia Militar

PUBLICIDADE

///////////////////////////

Após dar entrada no Alpheu, houve um agravamento do estado geral da paciente, que precisou ser entubada. A equipe do hospital entrou em contato com o Samu Macro Norte (CISRUN) para que realizasse o transporte para um hospital, o que não ocorreu. A equipe também contatou a Superintendência Regional de Saúde e o Conselho Municipal de Saúde.

Devido à situação, o gerente do Alpheu de Quadros, José Pedro Fonseca Neto, chamou a Polícia Militar para realizar um boletim de ocorrência. De acordo com José Pedro, a situação tem se repetido nos últimos tempos. “Mesmo com o transporte do paciente sendo assegurado pela portaria 2600 do Ministério da Saúde, este fato tem sido constante e tem prejudicado o atendimento”, disse.
Gerente do Alpheu de Quadros, José Pedro Fonseca Neto
Gerente do Alpheu de Quadros, José Pedro Fonseca Neto

PUBLICIDADE

///////////////////////////

A paciente foi transferida para a Santa Casa no final da manhã. De acordo com a direção o Alpheu de Quadros, o serviço de regulação do Samu Macro Norte (CISRUN) informou que a falta de macas se dá devido à retenção das mesmas nos hospitais da cidade.

O que diz a lei:

Segundo a Portaria GM 1600 de 07 de Julho de 2011, que Reformula a Política Nacional de Atenção às Urgências e institui a Rede de Atençãoàs Urgências no Sistema Único de Saúde (SUS).

Art. 7º O Componente Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU 192) e suas Centrais de Regulação Médica das Urgências tem como objetivo chegar precocemente à vítima após ter ocorrido um agravo à sua saúde (de natureza clínica, cirúrgica, traumática, obstétrica, pediátricas, psiquiátricas, entre outras) que possa levar a sofrimento, sequelas ou mesmo à morte, sendo necessário, garantir atendimento e/ou transporte adequado para um serviço de saúde devidamente hierarquizado e integrado ao SUS.

Parágrafo único. O Componente de que trata o caput deste artigo pode se referir a atendimento primário quando o pedido de socorro for oriundo de um cidadão ou de atendimento secundário quando a solicitação partir de um serviço de saúde no qual o paciente já tenha recebido o primeiro atendimento necessário à estabilização do quadro de urgência apresentado, mas que necessita ser conduzido a outro serviço de maior complexidade para a continuidade do tratamento.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Norte de Minas - Sistema Sedinor/Idene, Codevasf e a Epamig promovem seminário para discutir o futuro da macaúba na região Norte de Minas

Norte de Minas – Sistema Sedinor/Idene, Codevasf e a Epamig promovem seminário para discutir o futuro da macaúba na região Norte de Minas

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 2 de dezembro de 2016.Norte de Minas …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).