Inicio » Política » Ação que pede afastamento de Cunha ainda não tem data para ser julgada

Ação que pede afastamento de Cunha ainda não tem data para ser julgada

 

O pedido do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, para que o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), seja afastado do cargo é discutido no Supremo Tribunal Federal (STF) em uma ação separada do inquérito julgado ontem (03/03/2016).

Ação que pede afastamento de Cunha ainda não tem data para ser julgada
Ação que pede afastamento de Cunha ainda não tem data para ser julgada

PUBLICIDADE

///////////////////////////

Por unanimidade, os ministros do STF aceitaram denúncia contra Cunha pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, abrindo ação penal contra ele na Corte.

Ainda não há previsão para que seja julgado o pedido de afastamento de Eduardo Cunha da presidência da Câmara.

No julgamento de hoje, o STF também aceitou denúncia contra a ex-deputada federal e atual prefeita de Rio Bonito (RJ), Solange Almeida, também por corrupção e lavagem de dinheiro. Solange é aliada do presidente da Câmara.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Norte de Minas - Sistema Sedinor/Idene, Codevasf e a Epamig promovem seminário para discutir o futuro da macaúba na região Norte de Minas

Norte de Minas – Sistema Sedinor/Idene, Codevasf e a Epamig promovem seminário para discutir o futuro da macaúba na região Norte de Minas

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 2 de dezembro de 2016.Norte de Minas …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).