Inicio » Mais Seções » Saúde » Saúde – Larvas do Aedes aegypti podem estar nos lugares mais inesperados

Saúde – Larvas do Aedes aegypti podem estar nos lugares mais inesperados

 

SES-MG aletra que é possível encontrar larvas em tampinhas de garrafas, brinquedos velhos e até em tocos de árvores.

Saúde - Larvas do Aedes aegypti podem estar nos lugares mais inesperados
Saúde – Larvas do Aedes aegypti podem estar nos lugares mais inesperados

PUBLICIDADE

///////////////////////////

A recomendação é uma só: não deixe acumular água parada. Qualquer local que possa acumular o mínimo de água, já é suficiente para que as larvas do mosquito depositem suas larvas e se reproduzam, por isso, são inúmeros e as possibilidades devem ser cuidadosamente observadas. O mosquito trasmite Dengue, Chikungunya e Zika Vírus.

Segundo dados da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG), entre estes locais de difícil identificação estão brinquedos deixados no quintal, caixas de leite, latas, tampinhas de garrafas jogadas no lixo, filtro de água que acumula água sem uso, churrasqueira deixada no quintal e que encheu de água da chuva, um sapato que ficou ao ar livre, tocos de árvores e mais uma infinidade de locais. O olhar deve estar alerta ao procurarmos os focos do mosquito da Dengue.

De acordo com o superintende de Vigilância Epidemiológica da SES, Rodrigo Said, eliminar os focos mais difíceis é importante para o controle da proliferação do mosquito e, consequentemente, das doenças transmitidas pelo Aedes aegypti.

“Combater todo o tipo de possibilidade de criatório do mosquito é de suma importância para o controle da dengue no estado. Focamos as ações e campanhas nos criadouros produtivos, aqueles com maior potencial reprodução da larva. Porém, o estado e os cidadãos não podem descuidar nem mesmo dos pequenos focos. Por isso, a mudança é fundamentalmente de hábito”, diz Said.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

10 Minutos Contra a Dengue

Para sensibilizar a população sobre a importância de reservar um tempinho para fazer uma vistoria para eliminar qualquer possibilidade de foco destas doenças, a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) lançou a campanha “10 Minutos Contra a Dengue”.

Esta nova abordagem é fruto de uma pesquisa elaborada pelo Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz), no Rio de Janeiro, que foi inspirada em uma estratégia adotada em Cingapura, no Sudeste Asiático. Ao reservar dez minutos semanais para a limpeza das residências, os moradores daquela localidade conseguiram controlar o Aedes aegypti e, com isso, eliminar possíveis criadouros.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Nova música de Sia traz letra que empodera mulheres

Nova música de Sia traz letra que empodera mulheres

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 5 de dezembro de 2016.Nova música de …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).