Inicio » Mais Seções » Ciência » Nasa lançará robô para estudar solo de Marte em 2018

Nasa lançará robô para estudar solo de Marte em 2018

 

O objetivo será determinar se o núcleo do planeta vermelho é sólido ou líquido e por que sua superfície não é composta por placas tectônicas em movimento como a Terra.

A missão vai avançar a compreensão dos processos de formação de todos os planetas rochosos, incluindo a Terra e sua evolução.
A missão vai avançar a compreensão dos processos de formação de todos os planetas rochosos, incluindo a Terra e sua evolução.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

O lançamento para Marte do robô americano InSight, inicialmente previsto para março deste ano, foi remarcado para 5 de maio de 2018 – disse a Nasa.

O adiamento, que foi anunciado em dezembro, foi devido a um problema em um instrumento de medição sísmica fornecido pelo Centro Nacional de Estudos Espaciais da França (CNES), que é fundamental para essa missão.

Esta falha técnica e sua reparação forçaram a agência espacial norte-americana a esperar que se abra outra janela de lançamento mais favorável.

Se o lançamento ocorrer em 5 de maio de 2018, o robô chegará a Marte em 26 de Novembro do mesmo ano.

“A compreensão do subsolo de Marte é um objetivo de planetólogos há muitas décadas e estamos muito felizes por estar de volta no caminho certo para lançar esta missão, agora em 2018”, afirmou John Grunsfeld, chefe de programas científicos da Nasa.

A InSight (Interior Exploration using Seismic Investigations, Geodesy and Heat Transport) é a primeira missão dedicada a estudar o subsolo de Marte. Deve durar dois anos.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

A missão vai avançar a compreensão dos processos de formação de todos os planetas rochosos, incluindo a Terra e sua evolução.

O objetivo será determinar se o núcleo do planeta vermelho é sólido ou líquido e por que sua superfície não é composta por placas tectônicas em movimento como a Terra.

Os responsáveis pelo projeto apresentaram recentemente à NASA e ao CNES um novo projeto do instrumento científico que permitirá que o lançamento seja feito em maio de 2018.

O Jet Propulsion Laboratory (JPL) da Nasa em Pasadena, Califórnia (oeste), estará encarregado de construir a nova esfera totalmente selada que irá garantir o vácuo necessário para o sismógrafo de alta sensibilidade do CNES.

A agência francesa disse em dezembro que não podia garantir que a esfera seria hermética.

Os principais sensores do sismógrafo marciano principal devem ser colocado em uma câmara vazia, para que possam capturar movimentos mais sutis do solo.

O custo adicional para este atraso de dois anos está em estudo e o orçamento deve estar pronto em agosto, de acordo com a Nasa. Até agora, o custo total foi estimado em 675 milhões de dólares, dos quais 525 já foram gastos.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Nova música de Sia traz letra que empodera mulheres

Nova música de Sia traz letra que empodera mulheres

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 5 de dezembro de 2016.Nova música de …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).