Inicio » Esporte » Taça Libertadores » Libertadores 2016 – Em noite de Victor, Atlético-MG leva sorte e para Colo-Colo

Libertadores 2016 – Em noite de Victor, Atlético-MG leva sorte e para Colo-Colo

 

Em um jogo equilibradíssimo, o Atlético-MG conseguiu um empate muito importante, por 0 a 0, com o Colo-Colo em Santiago, no Chile.

Atlético-MG leva sorte e para Colo-Colo
Atlético-MG leva sorte e para Colo-Colo

PUBLICIDADE

///////////////////////////

Em uma partida que se apresentou bastante estudada e tática no primeiro tempo, porém muito movimentada na etapa complementar, o Galo fez uma atuação muito firme na defesa e, quando teve seu bloqueio furado, contou com certa dose de sorte para segurar a igualdade no placar.

No ataque, o Galo sentiu a ausência de Robinho, vetado devido a uma infecção, e só foi aparecer bem no ataque, após a entrada de Dátolo no segundo tempo. O argentino, lesionado, no entanto, deixou o gramado para o lugar de Júnior Urso, o que fez o Atlético-MG recuar. No final da partida, o time mineiro, “pregado” em campo, teve que suportar uma forte pressão adversária para assegurar um empate fundamental fora de casa.

Com o resultado, o Galo se mantém na ponta do grupo 5 da Copa Libertadores com sete pontos, dois a mais que o próprio Colo-Colo, segunda colocado. Independiente del Valle, do Equador, com quatro pontos, e Melgar, do Peru, ainda sem pontuar, fecham a classificação da chave. Na próxima quarta-feira, brasileiros e chilenos voltam a se enfrentar, às 21h45 (de Brasília), no estádio Independência.

O Jogo – Bem na marcação, o Atlético-MG conseguiu neutralizar uma pressão inicial do Colo-Colo através de uma marcação-pressão no campo de ataque. Em virtude disso, a primeira metade da etapa inicial foi bastante equilibrada, tanto que a primeira finalização da partida aconteceu apenas aos 17 minutos, com Valdés.

O caráter parelho da partida se manteve no decorrer do primeiro tempo, muito em razão da obediência tática de ambas as equipes, o que provocou alternâncias na posse de bola. Diante disso, o Galo buscou explorar mais as bolas paradas, já que, nos contra-ataques, os passes não saíam com perfeição. O Colo-Colo, por outro lado, foi mais consistente e, quando chegou, levou mais perigo, principalmente na reta final do primeiro tempo.

Com o Galo mais ofensivo no segundo tempo, após as entradas de Hyuri e Dátolo, a partida ficou mais movimentada, tanto que Delgado, para o Colo-Colo, e Dátolo, para o Atlético-MG, criaram ótimas chances nos primeiros minutos.  A estratégia atleticana, contudo, teve efeito colateral no lado direito com Marcos Rocha, que se mostrava mais desprotegido e sofria com as avançadas chilenas.

Bem no jogo, Dátolo acabou se contundindo, dando lugar a Júnior Urso. A entrada do volante quebrou um pouco da força ofensiva do Galo, e o Colo-Colo passou a levar mais perigo, porém Victor, muito bem na partida, impediu que o time chileno abrisse o placar em pelo menos três oportunidades.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

No final da partida, com o Galo cansado e muito recuado, o jogo virou ataque contra a defesa. Com muito brio, o Atlético-MG segurou a pressão chilena, mas também contou com incompetência do “Cacique”, especialmente do meia Tonso, que, aos 40 minutos, isolou em lance cara a cara com Victor, mantendo o empate, que perdurou até o apito do árbitro.

FICHA TÉCNICA

COLO-COLO-CHI 0 X 0 ATLÉTICO-MG

Local: estádio Monumental, em Santiago (CHI)

Data: 10 de março de 2016 (quinta-feira)

Horário: 21h45 (de Brasília)

Árbitro: Gery Vargas (BOL)

Assistentes: Juan P. Montaño (BOL) e Wilson Arellano (BOL)

Cartões Amarelos: Jaime Valdés e Jean Beausejour (Colo-Colo); Rafael Carioca, Leonardo Silva e Leandro Donizete (Atlético-MG)

Colo-Colo: Justo Villar; Gonzalo Fierro, Baeza, Julio Barroso, Jean Beausejour; Esteban Pavez, Jaime Valdés, Jorge Araya e Martín Tonso; Esteban Paredes (Javier Reina) e Juan Delgado (Martín Rodríguez)

Técnico: José Luís Sierra

Atlético-MG: Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Erazo e Douglas Santos; Rafael Carioca, Leandro Donizete, Cazares (Dátolo) (Júnior Urso), Patric (Hyuri) e Luan; Pratto

Técnico: Diego Aguirre

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Norte de Minas - Sistema Sedinor/Idene, Codevasf e a Epamig promovem seminário para discutir o futuro da macaúba na região Norte de Minas

Norte de Minas – Sistema Sedinor/Idene, Codevasf e a Epamig promovem seminário para discutir o futuro da macaúba na região Norte de Minas

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 2 de dezembro de 2016.Norte de Minas …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).