Inicio » Minas Gerais » MG – Professores da rede pública estadual fazem paralisação nesta terça (15/03)

MG – Professores da rede pública estadual fazem paralisação nesta terça (15/03)

 

Docentes da rede pública estadual podem entrar de greve ainda nesta semana

MG - Professores da rede pública estadual fazem paralisação nesta terça (15/03)
MG – Professores da rede pública estadual fazem paralisação nesta terça (15/03)

PUBLICIDADE

///////////////////////////

Os professores da rede estadual de ensino de Minas Gerais começarão nesta terça uma paralisação de três dias, que poderá se transformar em uma greve por tempo indeterminado. O protesto, que faz parte da mobilização nacional da categoria, terá uma assembleia para discutir o descumprimento do acordo pelo governo de Minas. Eles reclamam que o governador Fernando Pimentel (PT) ainda não repassou o aumento de 11,36% aplicado ao piso nacional dos professores, determinado pelo Ministério da Educação (MEC).

A paralisação ocorre em um momento em que Estado e professores retomam as negociações, após a base do governo de Pimentel na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG)retirar da pauta o projeto de lei que não contemplava o que foi reivindicado pela categoria.

O reajuste do MEC foi anunciado pelo governo federal em janeiro deste ano. Pelo acordo firmado em maio de 2015, entre o governador e o Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE), assim que o ministério anunciasse o reajuste anual, ele seria automaticamente repassado para a categoria.

VIATOTAL

ViaTotal

///////////////////////////

Porém, o pagamento não foi feito na folha de fevereiro. Em negociação com os professores, o governo se comprometeu a enviar o projeto de lei para a ALMG, para fazer o pagamento do reajuste retroativo a janeiro. Porém, a proposta previa o pagamento somente a partir de março, e em forma de abono. Diante desses termos, os professores discordaram do governo e ameaçaram greve. Com a insatisfação da categoria, a proposta foi retirada para novas negociações.

“A retirada da proposta da pauta foi um avanço, mas a categoria precisa de um posicionamento do governo para poder decidir, em assembleia, quais serão os rumos do movimento”, afirmou a presidente do Sin-UTE, Beatriz Cerqueira.

Prazo

Aviso. Se decidirem pela greve na assembleia desta quarta, os professores só poderão iniciar o movimento após a paralisação de três dias, já que um comunicado deve ser dado em um prazo de 72 horas.

Secretário deve explicar parcelamento

O secretário de Estado de Planejamento e Gestão, Helvécio Magalhães, é esperado nesta terça na Assembleia Legislativa para dar esclarecimentos sobre o parcelamento de salários dos servidores.

Ele já foi convidado outras duas vezes, mas não compareceu em nenhuma delas. Dessa vez, se Helvécio Magalhães não for à audiência pública, ele estará automaticamente convocado e será obrigado a prestar esclarecimentos.

A convocação de secretários de Estado não acontece em Minas Gerais há 22 anos. A audiência ocorrerá na Comissão de Administração, às 10h.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Montes Claros - PM procura por autores de roubo a posto de saúde no bairro Morada do Sol

Montes Claros – PM procura por autores de roubo a posto de saúde no bairro Morada do Sol

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 9 de dezembro de 2016.Montes Claros – …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).