Inicio » Minas Gerais » MG – ALMG nega título de Cidadão Honorário para juiz Sérgio Moro

MG – ALMG nega título de Cidadão Honorário para juiz Sérgio Moro

Requerimento foi feito pelo deputado Sargento Rodrigues (PDT) e derrotado na Comissão de Segurança Pública por 3 votos a 2.

MG - ALMG nega título de Cidadão Honorário para juiz Sérgio Moro
MG – ALMG nega título de Cidadão Honorário para juiz Sérgio Moro

PUBLICIDADE

///////////////////////////

Um requerimento de título de Cidadão Honorário mineiro para o juiz Sérgio Moro foi negado pela Assembleia Legislativa de Minas Gerais nesta terça-feira (22).

A solicitação foi apresentada pelo deputado Sargento Rodrigues (PDT) na última terça-feira (15), em reconhecimento pelos serviços prestados pelo paranaense Moro à nação brasileira, por meio da operação Lava Jato, que investiga esquema de propinas na Petrobras.

Na mesma data, porém, dois deputados do PMDB e um do PT apresentaram outro requerimento, pedindo o adiamento da votação. “Nós estamos acompanhando o trabalho do juiz Sérgio Moro, principalmente no combate ao crime organizado. Por isso, no dia 15, nós decidimos aportar o requerimento na Comissão de Segurança Pública para pedir aprovação e conceder o título a ele, mas deputados (do PMDB e PT) pediram o adiamento da votação do título e de outros requerimentos, mas o alvo deles era barrar o título para o juiz Moro”, contou Rodrigues.

“E essa não é a primeira vez que o juiz Moro se destaca no cenário nacional, no combate às praticas delituosas. Ele também esteve à frente da operação Farol da Colina (2004), que prendeu diversas pessoas por crimes de formação de quadrilha, lavagem de dinheiro, corrupção ativa e passiva… Contra os crimes do colarinho branco, historicamente os mais difíceis de serem combatido no país. Não é o Sérgio Moro que precisa do título de cidadão mineiro, não! Nós é que temos que reconhecer o seu trabalho. As ruas já reconheceram o trabalho dele”, ressaltou.

O requerimento do título de Cidadão Honorário foi derrotado por três votos a dois, na manhã desta terça. Segundo Rodrigues, ele e o deputado João Leite (PSDB) votaram pelo concessão do título. Votaram contra os deputados Durval Ângelo (do PT e líder de governo na Assembleia); Cristiano Silveira (do PT e presidente da Comissão de Direitos Humanos), e o deputado João Alberto (PMDB).

PUBLICIDADE

///////////////////////////

“Em face da derrota, eu e o deputado João Leite pedimos uma reunião especial para homenagear a força-tarefa da operação Lava Jato. Essa homenagem dispensa votação; depende apenas das 26 assinaturas dos deputados e do deferimento do presidente da Casa”, finalizou Rodrigues.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Norte de Minas - Sistema Sedinor/Idene, Codevasf e a Epamig promovem seminário para discutir o futuro da macaúba na região Norte de Minas

Norte de Minas – Sistema Sedinor/Idene, Codevasf e a Epamig promovem seminário para discutir o futuro da macaúba na região Norte de Minas

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 2 de dezembro de 2016.Norte de Minas …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).