Inicio » Norte de Minas » Norte de Minas – Emater Minas promove ações de combate ao Aedes Aegypti no Norte de Minas

Norte de Minas – Emater Minas promove ações de combate ao Aedes Aegypti no Norte de Minas

Cerca de 2 mil famílias de agricultores do município de  Jaíba serão orientadas pela empresa.

Norte de Minas - Emater Minas promove ações de combate ao Aedes Aegypti no Norte de Minas
Norte de Minas – Emater Minas promove ações de combate ao Aedes Aegypti no Norte de Minas

PUBLICIDADE

///////////////////////////

Combater a proliferação do Aedes Aegypti, mosquito transmissor da dengue, zika vírus e da febre chikungunya. Esse é o objetivo de uma campanha da Emater-MG, no município de Jaíba, Norte de Minas. A proposta é orientar agricultores familiares, alunos e comerciantes sobre a ação do Aedes Aegypti. A iniciativa conta com a parceria da prefeitura.

Segundo a técnica da Emater-MG Maria Adelci de Souza, o aumento do número de casos de dengue no município, principalmente, entre os agricultores familiares, motivou a realização da campanha. “Vamos enfatizar quais são as formas de  transmissão dos vírus, os sintomas e as formas de combate ao mosquito, evitando sua proliferação. Nossa expectativa é orientar cerca de 2 mil famílias de agricultores”, diz.

Além do orientar os agricultores durante as visitas técnicas, os profissionais da Emater-MG também desenvolvem ações nas escolas, creches e no comércio local. O projeto  prevê a realização de palestras nas escolas, passeata com os alunos e distribuição de material informativo. Nas creches, os técnicos  investem em ações mais lúdicas, com apresentações de desenhos educativos, músicas e peças teatrais. Na feira livre do município, foi montado um estande com distribuição de material educativo, faixas e intervenções teatrais. Já no comércio, foram afixados cartazes educativos e passadas orientações sobre separação do lixo.

“Tais ações são necessárias, principalmente, pelo potencial para o surgimento de foco do mosquito que temos no Jaíba como o clima quente e uma vasta área de plantação de banana, que se trata de uma cultura favorável ao desenvolvimento do mosquito devido à grande capacidade de acumular água nas bainhas e folhas da bananeira, servindo de criadouro para as larvas do Aedes Aegypti”, diz a técnica Amanda Cristina da Silva.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

A campanha teve início na segunda quinzena de fevereiro. Para a realização das ações, a parceria da prefeitura contribuiu com a cessão de funcionários para orientação da população e distribuição de material didático. Até o final da campanha, em abril, serão visitadas sete escolas com um total de 2 mil alunos. Cinco creches com cerca de 300 crianças também participarão da iniciativa.

“Esperamos sensibilizar e conscientizar todas as famílias sobre a responsabilidade de cada um perante os problemas da dengue, zika e febre chikungunya. E que a sua mudança de atitude para hábitos corretos de organização e limpeza do ambiente, venha a contribuir no combate ao Aedes Aegypti”, afirma a extensionista Maria Adelci.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Norte de Minas - Sistema Sedinor/Idene, Codevasf e a Epamig promovem seminário para discutir o futuro da macaúba na região Norte de Minas

Norte de Minas – Sistema Sedinor/Idene, Codevasf e a Epamig promovem seminário para discutir o futuro da macaúba na região Norte de Minas

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 2 de dezembro de 2016.Norte de Minas …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).