Inicio » Nacional » Governo Federal lança nesta quarta faixa 1,5 do Programa ‘Minha Casa, Minha Vida’

Governo Federal lança nesta quarta faixa 1,5 do Programa ‘Minha Casa, Minha Vida’

O governo vai lançar nesta quarta a terceira fase do Minha Casa, Minha Vida (MCMV). A grande novidade será a criação da faixa intermediária, chamada de 1,5.

Governo Federal lança nesta quarta faixa 1,5 do Programa 'Minha Casa, Minha Vida'
Governo Federal lança nesta quarta faixa 1,5 do Programa ‘Minha Casa, Minha Vida’

PUBLICIDADE

///////////////////////////

Hoje, o programa dá subsídios de até 95% para quem ganha até R$ 1.800 (faixa 1) e de até 25% para quem recebe entre R$ 1.800 e R$ 5.000 (faixas 2 e 3 ). A partir de agora, quem ganha entre R$ 1.800 e R$ 2.350 ficará na nova faixa. Os detalhes serão divulgados nesta quarta-feira, mas, segundo a resolução 790 do Conselho Curador do FGTS (de 29 de outubro de 2015) quem se enquadrar no perfil 1,5 terá subsídios de até R$ 45 mil, para imóveis que custem até R$ 135 mil.

Segundo o vice-presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil (Sinduscon-MG), Geraldo Jardim Linhares Júnior, para Minas Gerais a faixa 1,5 deve financiar imóveis de até R$ 125 mil. “Ainda não sabemos exatamente como serão as regras, mas sabemos que, ao contrário da faixa 1, onde a Caixa Econômica compra o empreendimento da construtora e repassa para os mutuários, os consumidores da faixa 1,5 passarão por uma seleção no portal da habitação, receberão uma carta de garantia do subsídio e irão procurar o imóvel por conta própria, no mercado”, explica.

Na prática, vai funcionar como um cupom de desconto, que o consumidor apresentará na hora de fechar o financiamento. Todos os subsídios só valem para imóveis novos.

Hoje, além dos critérios para a nova faixa, serão divulgados novos limites de preço a serem financiados nas faixas já existentes, assim como reajustes. A faixa 2, que contempla quem ganha até R$ 3.250, deve subir para R$ 3.600. Já a faixa 3, para quem recebe até R$ 5.000, deve ser elevada para R$ 6.500. Os valores serão confirmados nesta quarta-feira, pelo Ministério das Cidades.

VIATOTAL

ViaTotal

///////////////////////////

A fase 3 do MCMV era esperada há um ano e, segundo Júnior, deveria ter sido anunciada em fevereiro de 2015. O atraso surtiu efeito direto no volume de recursos em Minas, que despencou 97% de 2014 para 2015, na faixa 1, caindo de R$ 852,41 milhões para R$ 25,03 milhões. Por meio da assessoria de imprensa, o Ministério das Cidades explicou que o atraso na fase 3 pode ser justificado pela demora no processo de construção das novas regras, que demandou muita conversa; e pelo contingenciamento do Orçamento da União. “O programa é muito bacana, mas o dinheiro acabou”, afirma Júnior. Desde 2009, quando foi criado, o MCMV entregou 313 mil moradias em Minas Gerais.

Sobre o programa

De 2009 até agora ( em Minas Gerais):
– Unidades contratadas: 435.292 unidades, sendo 141.220 na faixa 1
– Unidades entregues: 313.714, sendo 94.297 na faixa 1
– Valor contratado
R$ 32,21 bilhões
Fase 3 do MCMV (*)
– Faixa 1: para quem ganha até R$ 1.800, imóveis de até R$ 76 mil
-Faixa 1,5: para quem ganha até R$ 2.350, para imóveis de até R$ 125 mil em Minas
-Faixa 2 : renda até R$ 3.600
– Faixa 3: renda até R$ 6.500
(*) Valores serão confirmados nesta quarta pelo ministério das cidades

Menos de 3% dos R$ 83 bi já saíram

Brasília. O pacote do governo anunciado há dois meses para irrigar setores como habitação, agricultura, infraestrutura e pequenas e médias empresas continua praticamente no papel. Levantamento feito com números dos bancos oficiais e do FGTS mostra que, até o momento, apenas 2,7% – ou R$ 2,24 bilhões – dos R$ 83 bilhões prometidos para reanimar a economia foram efetivamente desembolsados.

O pacote anunciado em janeiro conta com recursos do FGTS e de bancos públicos e está travado por uma série de fatores, entre eles, segundo analistas, o pouco apetite de famílias e empresas em tomar empréstimos neste momento, com endividamento alto e falta de confiança no rumo da economia do país. O ministro da Fazenda, Nelson Barbosa, disse que havia restrições de oferta na maioria das linhas que receberam incremento.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

MG - Homem briga e morre na frente da namora em baile funk

MG – Homem briga e morre na frente da namora em baile funk

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 10 de dezembro de 2016.MG – Homem …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).