Inicio » Nacional » Assassino do cartunista Glauco é encontrado morto em prisão

Assassino do cartunista Glauco é encontrado morto em prisão

As circunstâncias da morte estão sendo apuradas.

Cadu foi condenado em agosto do ano passado a 61 anos e 6 meses de prisão
Cadu foi condenado em agosto do ano passado a 61 anos e 6 meses de prisão

PUBLICIDADE

///////////////////////////

Assassino confesso do cartunista Glauco Vilas Boas, em 2010, Carlos Eduardo Sundfeld Nunes, o Cadu, foi encontrado morto na manhã desta segunda-feira (4) no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia (GO).

As circunstâncias da morte estão sendo apuradas, segundo informou a assessoria da (SSPAP) Secretaria de Estado de Segurança Pública e Administração Penitenciária.

Cadu foi condenado em agosto do ano passado a 61 anos e 6 meses de prisão, inicialmente em regime fechado, pelos crimes de receptação, porte de arma de fogo e dois latrocínios cometidos em Goiânia, que vitimaram o estudante Matheus Pinheiro de Morais e o agente penitenciário Marcos Vinícius Lemes d’Abadia.

VIATOTAL

ViaTotal

///////////////////////////

Além de Glauco, Cadu também confessou ter matado em 2010 Raoni, filho do cartunista. Eles foram mortos em março daquele ano, em Osasco (SP).

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Hesiodo José

Coluna do Hesiodo José – Fragmentos Diários (aumento e também invento)

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 8 de dezembro de 2016.Coluna do Hesiodo …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).