Inicio » Montes Claros » Montes Claros – Procon Estadual autua seis postos de combustíveis de Montes Claros

Montes Claros – Procon Estadual autua seis postos de combustíveis de Montes Claros

A ação faz parte da segunda fase de fiscalização de postos de combustíveis da região.
Montes Claros - Procon Estadual autua seis postos de combustíveis de Montes Claros
Montes Claros – Procon Estadual autua seis postos de combustíveis de Montes Claros

PUBLICIDADE

///////////////////////////

Uma operação realizada pela fiscalização do Programa Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-MG), em parceria com o Instituto de Pesos e Medidas (Ipem), autuou seis postos de combustíveis em Montes Claros, por irregularidades, como falta de documentos obrigatórios, problemas na visibilidade de painéis de preços e cobrança diferenciada para pagamento em dinheiro e no cartão de crédito ou débito. A ação faz parte da segunda fase de fiscalização de postos de combustíveis da região.

A operação, que ocorreu na semana passada, contou com o laboratório móvel do Procon-MG e percorreu 11 postos de Montes Claros. Os agentes fiscais conferiram a qualidade dos combustíveis, fizeram aferição das bombas medidoras e verificaram a regularidade de documentos, como alvarás da prefeitura e da Agência Nacional do Petróleo (ANP). A equipe do Procon-MG também analisou se as informações direcionadas aos consumidores eram as mesmas nas placas de preços e nas bombas.

Os estabelecimentos autuados terão um prazo de 10 dias para apresentar a defesa no Procon-MG, órgão integrante do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG).

Primeira fase

No mês passado, ocorreu a primeira fase da operação de fiscalização do Procon-MG, em parceria com o IPEM, que percorreu oito postos de combustíveis das cidades de Itacambira, Claro dos Poções, Juramento, Mirabela e Patis, todas da comarca de Montes Claros. Na ocasião, três estabelecimentos foram autuados por irregularidades nas placas de preços, em documentações e na qualidade de serviços prestados.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

Além desses problemas, também foram encontrados lacres de segurança rompidos e mangueiras deterioradas, que estavam ocasionando vazamentos.

Balanço

Tanto na primeira como na segunda fase das fiscalizações não se constataram adulteração ou outros vícios de qualidade nos combustíveis comercializados nos 19 postos fiscalizados.

O coordenador regional do Procon-MG no norte de Minas, promotor de Justiça Felipe Caires, ressaltou a importância da fiscalização com o laboratório móvel do Procon-MG, tanto pela possibilidade de análise imediata da qualidade do combustível nos postos visitados, como pelo fato de ela ter contado com a parceria do Ipem para coibição de vícios de quantidade.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Norte de Minas - Sistema Sedinor/Idene, Codevasf e a Epamig promovem seminário para discutir o futuro da macaúba na região Norte de Minas

Norte de Minas – Sistema Sedinor/Idene, Codevasf e a Epamig promovem seminário para discutir o futuro da macaúba na região Norte de Minas

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 2 de dezembro de 2016.Norte de Minas …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).