Inicio » Educação » O que não ensinam nas escolas de idiomas

O que não ensinam nas escolas de idiomas

Veja por que é tão difícil aprender inglês em escolas de idiomas.

555

Aprender uma segunda língua é um grande desafio para muita gente e não é uma coisa que se pode alcançar tão facilmente. O fato é que, por décadas, o único meio de aprender um 2º idioma sem precisar deixar o país foi através das escolas de idiomas, que prometem o ensino do inglês, por exemplo, por meio de aulas que são divididas, em geral, entre duas ou três vezes por semana, sendo lecionadas presencialmente. Apesar dos benefícios que uma escola de idiomas oferece, estudar inglês passou a ser cansativo, demorado e, muitas vezes, desmotivador, visto que os estudantes precisavam deslocar-se até as escolas, além de terem que arcar com altos custos para poder aprender o idioma. Hoje, a didática das escolas sofreu inúmeras mudanças, mas a estrutura das aulas continua a mesma – estudantes fechados em uma sala, com um ensino que tem como base livros elaborados em séries. Veja, a seguir, qual é a razão de muitos estudantes do inglês terem parado de investir nas escolas de idiomas.

Quer aprender inglês via Skype? Acesse https://preply.com/pt e aprenda inglês sem sair de casa, com professores nativos e a preços que cabem no seu bolso.

Questão cultural

Quando lembramos de uma língua, esquecemo-nos de um fator importante que ajuda a impulsionar a aprendizagem do estudante: a cultura do país. Geralmente, as escolas ensinam o idioma assim como as escolas do Ensino Fundamental e Médio o fazem, isto é, apresentando o inglês sob a forma de matéria e passando aos alunos a impressão de que o estudo da língua é semelhante ao estudo de matemática ou de geografia, por exemplo.

A questão cultural é extremamente importante quando estamos engatinhando no estudo de um idioma. Conhecer a cultura do país – comidas, roupas, novelas, filmes, esportes, costumes – é um meio muito mais prático, dinâmico e direto de absorver a ideia não só dá língua em si, mas de todo o contexto em que ela está inserida. Caso contrário, ela se torna algo vazio. 

Contato com a língua

Esse também é outro ponto ausente nas escolas de idiomas do Brasil. Em geral, as escolas contratam professores com conhecimento especializado da língua, mas que não são nativos, o que, de cara, já afeta o ensino aos alunos. Por mais qualificado que o professor seja, ele nunca conseguirá ensinar inglês como alguém que utiliza a língua como uma parte de si, expressando seus sentimentos e fazendo-se entendido através de sua própria linguagem.

Isso impede o aluno de desenvolver a naturalidade ao falar e atrapalha no resultado final. Por isso, é tão comum um estudante terminar o curso de inglês, fazer sua primeira viagem e quando chega no país do idioma se depara com uma forma de expressão desconhecida. 

Falar primeiro, aprender depois

Quando se tem aula com um professor nativo ou quando o aluno investe em uma viagem ou em cursos de férias, por exemplo, esse fator conta bastante. É preciso entender que, antes de aprender a gramática, precisamos nos ariscar a falar. É assim que aprendemos quando somos bebês: por osmose. Vemos nossos pais se comunicarem e, aos poucos, vamos prestando atenção no modo como as palavras são pronunciadas, tentando imitá-los.

Aprender um idioma é a mesma coisa e quem aprende desta forma dificilmente se esquece. O aluno que só quer falar quando tiver um bom conhecimento leva muito mais tempo para absorver a essência do idioma, deixando de experienciar um dos períodos mais gostosos da aprendizagem, que é exatamente o de deixar-se errar e expressar-se de forma transparente.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Nova música de Sia traz letra que empodera mulheres

Nova música de Sia traz letra que empodera mulheres

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 5 de dezembro de 2016.Nova música de …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).