Inicio » Educação » Especialista revela quatro técnicas de memorização

Especialista revela quatro técnicas de memorização

Estudos revelam que só é possível se lembrar de 10% daquilo que se aprende. Os outros 90% são esquecidos rapidamente, logo depois que se assimila algo.

Patricia Lages, consultora financeira e autora do livro Virada Financeira
Patricia Lages, consultora financeira e autora do livro Virada Financeira

PUBLICIDADE

///////////////////////////

Ter uma boa memória, em meio à rotina agitada, noites de pouco sono e estresse, nem sempre é possível. Patricia Lages, consultora financeira e autora do livro Virada Financeira, publicado pela editora Thomas Nelson Brasil, dá dicas de como deixar a mente afiadíssima!

1. Anote as coisas: Muita gente acha que ter boa memória é não precisar de agenda, bloco de notas, alertas de aviso e coisas do tipo. Ledo engano! A memória é como um músculo e, portanto, deve ser treinada e uma ótima maneira de treiná-la é anotar tudo o que você não pode esquecer. Quando se escreve, várias partes do seu corpo estão trabalhando: a mão, os olhos, a mente. A pessoa se concentra e organiza visualmente a tarefa e isso é metade do caminho. Com o passar do tempo, fica mais fácil ser capaz de lembrar da tarefa sem mesmo ter de ler, pois o fato de ter anotado já grava o compromisso na memória.

2. Não gaste memória com o que não precisa: Se você ocupar sua mente com coisas desnecessárias provavelmente não vai ter “espaço” para as coisas necessárias. Por isso, facilite a vida de forma que as coisas corriqueiras não tomem lugar na memória. Por exemplo: coloque as coisas sempre nos mesmos lugares, assim você não precisa ficar lembrando onde elas estão na hora que precisar. A regra é simples:”Sempre ter um lugar para as coisas. Sempre ter as coisas no mesmo lugar!”

3. Exercite sua memória: Alguns jogos e passatempos são ótimos exercícios para a memória. Claro que no tempo livre dá mesmo vontade de ficar olhando para a TV sem pensar em nada, mas quanto mais o cérebro fica sem exercício, mais preguiçoso ele se torna. Para crianças, por exemplo, quebra-cabeças e jogos de memória auxiliam muito nessa tarefa. Quanto mais se exercita, mais fácil fica. Busque algo que lhe agrade e troque de passatempo. Algumas opções são palavras cruzadas (ainda mais porque a comunicação escrita hoje é essencial), sudoku (se gosta de cálculos) e até mesmo a leitura.

4. Durma bem: Não há memória que sobreviva se ela não dispõe de tempo para se recuperar. O cérebro precisa de descanso e o sono é fundamental para termos uma boa memória. O cansaço acumulado só piora o esquecimento e faz com que as pessoas se sintam incapazes de se lembrar das coisas mais simples do dia a dia. Procure ter uma boa qualidade de sono, não só a quantidade de horas. Não vá para a cama com o celular, não durma com a TV ligada e tente manter o quarto o mais escuro e silencioso possível. Em poucos dias, será possível acordar mais bem disposta e com uma memória melhor.

VIATOTAL

ViaTotal

///////////////////////////

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Norte de Minas - Acidente deixa uma pessoa morta na BR-251

Norte de Minas – Acidente deixa uma pessoa morta na BR-251

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 8 de dezembro de 2016.Norte de Minas …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).