Inicio » Minas Gerais » MG – Tour da Tocha visita os principais pontos turísticos de Belo Horizonte neste sábado (14/5)

MG – Tour da Tocha visita os principais pontos turísticos de Belo Horizonte neste sábado (14/5)

Emoldurada pela Serra do Curral, BH foi a primeira cidade brasileira moderna planejada. Antes, revezamento faz uma parada em Contagem, polo industrial do estado.

MG - Tour da Tocha visita os principais pontos turísticos de Belo Horizonte neste sábado (14/5)
MG – Tour da Tocha visita os principais pontos turísticos de Belo Horizonte neste sábado (14/5)

PUBLICIDADE

///////////////////////////

O revezamento olímpico vai percorrer os principais pontos turísticos da capital mineira neste sábado (14/5/2016). No roteiro estão previstas passagens pelo Complexo Arquitetônico e Paisagístico da Pampulha, Mineirão, Praça Raul Soares, Praça da Liberdade, Praça do Papa, Palácio da Liberdade e Praça da Estação, que vai receber milhares de pessoas para o evento final de celebração.

 A caminho da capital está Contagem. A cidade vizinha de BH é um dos principais polos industriais do estado, sede de empresas brasileiras e multinacionais. Em Contagem, o Distrito Industrial Juventino Dias, implantado em 1941, foi o primeiro empreendimento do gênero instalado no país e abrange empresas dos mais variados ramos: metalurgia, siderurgia, alimentícia, máquinas pesadas, tecnologia, dentre outras.

Por outro lado, a cidade também propicia opções de lazer. Em Contagem está a Igreja Matriz de São Gonçalo, edificação remanescente do período colonial, e a Casa de Cacos, construção curiosa revestida de cacos e objetos aleatórios. Outras atrações são o Centro Cultural Francisco Firmo de Mattos Filho e a Casa de Cultura Nair Mendes Moreira.

Verdes horizontes

Cercada pela Serra do Curral – eleita pela população como símbolo da capital – e com um entorno privilegiado, Belo Horizonte tem uma infinidade de parques, praças e jardins. Com cobertura vegetal heterogênea, trilhas, mirantes e praças de convívio, o Parque da Serra do Curral é espaço adequado para caminhada, descanso e contemplação.

Encravado aos pés da serra está o Parque das Mangabeiras. Com projeto paisagístico assinado por Burle Marx, é a maior área verde da cidade, com 2,3 milhões de metros quadrados de matas nativas, onde se pode fazer trilhas no meio de animais silvestres. Possui ainda quiosques, quadras poliesportivas, brinquedos para crianças e arenas para shows e teatros.

Inaugurado no dia 26 de setembro de 1897, antes mesmo da nova capital, o Parque Municipal Américo Renné Giannetti é o mais antigo de BH. Com área de 182 mil metros quadrados no hipercentro da capital, possui grande importância devido às suas riquezas biológica – com destaque para as árvores centenárias e flora nativa e exótica -, arquitetônica, cultural e social.

Mergulho na história

O Circuito Cultural Liberdade – com um conjunto arquitetônico e paisagístico criado na época da fundação da cidade – é o maior complexo de museus da capital. Reconhecido como um importante corredor de cultura do país, é composto por instituições que mapeiam diferentes aspectos do universo cultural, como o Museu das Minas e do Metal e o Palácio da Liberdade.

Fora o Circuito Cultural Liberdade existem outros importantes espaços como o Museu Abílio Barreto, que preserva itens que contribuem para a compreensão da dinâmica sócio-histórica de BH. O conjunto arquitetônico compreende o casarão secular, sede da antiga Fazenda do Leitão, construída em 1883, e os abrigos para o bonde elétrico e a locomotiva a vapor na área externa.

Na Praça da Estação está o Museu de Artes e Ofícios, que abriga mais de 2 mil peças dos séculos XVIII ao XX, acervo de objetos utilizados no início das mais variadas profissões. É o primeiro e único museu da América Latina dedicado ao tema.

O Museu de Ciências Naturais da PUC Minas, por sua vez, mantém rico acervo paleontológico, com fósseis de mamíferos e réplicas de grandes dinossauros.

Marco do modernismo

Obra seminal do arquiteto Oscar Niemeyer, o Conjunto Arquitetônico e Paisagístico da Pampulha é considerado um marco do modernismo brasileiro, aliando a concepção plástica do concreto armado à funcionalidade urbanística. Ícone da modernidade na arquitetura, influenciou toda uma escola ao redor do mundo. O projeto nasceu de um convite, em 1941, feito pelo prefeito Juscelino Kubistchek.

O conjunto inclui, além do espelho d’água da Lagoa da Pampulha, a Capela de São Francisco de Assis, o Cassino (atual Museu de Arte da Pampulha), a Casa do Baile e o Iate Clube, todos construídos quase simultaneamente (entre 1942 e 1943), e a residência de Juscelino Kubitschek (atual Casa Kubitschek).

Um dos mais conhecidos cartões postais de BH, a Capela de São Francisco de Assis possui linhas arrojadas e belos mosaicos nas laterais. Seu interior abriga a Via Sacra, constituída por painéis de Cândido Portinari, considerada a sua obra mais significativa.  O complexo da Pampulha é candidato a Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco.

Paixão pelo futebol

Outra atração da Pampulha é o Estádio Governador Magalhães Pinto, o Mineirão, que já recebeu jogos memoráveis, inclusive da Copa 2014, como o Alemanha 7 x 1 Brasil, o mais inesperado placar da história das Copas. Após passar por modernização, o estádio também se credenciou para receber eventos festivos dos mais diversos tipos, seja na área interna ou na esplanada.

Desde a inaugurado em 1965, craques como Tostão, Piazza, Reinaldo e Dario já encantaram o público e conquistaram importantes títulos no Mineirão diante de milhares de torcedores. Outro grande palco do futebol na capital é o Independência. O estádio, assim como o Mineirão, já foi sede de Copa do Mundo (1950) e recebe jogos de América, Atlético e Cruzeiro, além de grandes eventos festivos.

Nas proximidades do Mineirão está o Zoológico, mais uma atração da Pampulha. Em uma área de 1.450.000 metros quadrados, abriga reserva de vegetação nativa de cerrado que reúne mamíferos, répteis, peixes e aves, num total de 204 espécies e cerca de 900 animais, tais como onça preta, suçuarana, lobo guará, tamanduá-bandeira, elefante, gorila, camelo e girafa.

Capital dos bares

Beagá é considerada a capital latino-americana dos bares e encanta o visitante com variadas opções. Os tradicionais botecos com cadeiras nas calçadas e esquinas, são um irresistível convite para encontrar os amigos, jogar conversa fora, paquerar e experimentar diversos tipos de tira-gostos que, de tão deliciosos, ganharam até um festival.

Belo Horizonte também é reconhecida como polo de produção de cervejas artesanais, tendo ganhado a alcunha de “Bélgica brasileira”. As cervejarias da capital já receberam prêmios em conceituados concursos internacionais e produzem vários estilos de cerveja, de inspiração belga, alemã, inglesa e americana. O tour cervejeiro é uma ótima opção de lazer para os amantes da bebida.

O tradicional circuito boêmio se concentra no centro da capital, tendo como expoente do Edifício Arcangelo Maletta, e no bairro Santa Tereza, onde surgiu, em 1960, o Clube da Esquina, um dos mais conceituados movimentos da música brasileira, formado por artistas de renome, como Milton Nascimento e Lô Borges. Pubs, danceterias e casas de shows são outras opções de lazer.

Sabores e saberes

Um dos melhores espaços para experimentar a gastronomia mineira é o Mercado Central. Com mais de oito décadas de funcionamento, o mercado possui mais de 400 lojas e atrai todos os dias milhares de visitantes de todos os lugares do mundo.

Deliciosos pratos da comida típica, diferentes formas de religiosidade, toda a criatividade do artesanato e muitos outros preciosos traços da cultura popular mineira fizeram do Mercado Central um espaço único, que une tradição e contemporaneidade.

Pão de queijo, frutas e verduras fresquinhas, cerveja gelada, diversos tipos de queijo, carne para comer na hora e também para levar para casa, artesanato para consumidor e para artesão, pimenta, cachaça, cabeleireiro, flor, imobiliário, bijuterias, instrumentos musicais, jiló refogado, ervas medicinais e por aí vai. Tudo isso pode ser encontrado no Mercado Central.

BH business

Centenas de executivos e investidores dos mais diversos segmentos da economia desembarcam diariamente em BH de olho em novas oportunidades de negócios. Nos últimos anos, a cidade tem atravessado acelerado processo de diversificação econômica, com ênfase para setores da nova economia, como design, moda, gastronomia, audiovisual, software e tecnologia da informação.

Além da economia diversificada, outro atrativo são os eventos culturais e de negócios, sendo alguns de expressão global, como o Festival Internacional de Quadrinhos (FIQ). Tendo como cenários principais o Expominas e o Minascentro, a cidade recebe grandes feiras, convenções, exposições e congressos das mais diversas áreas. No âmbito cultural, destaca-se o suntuoso Palácio das Artes.

E, com a chegada das Olimpíadas, a expectativa é de que o turismo de negócios fique ainda mais fortalecido. Beagá, que vai ser sede dos jogos de futebol, tem quatro centros de treinamento credenciados (Minas Tênis Clube, Pampulha Iate Clube, Centro de Treinamento Esportivo UFMG e Complexo Esportivo PUC Minas) e vai receber o comitê, olímpico e paralímpico, da Grã-Bretanha.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

Núcleo de Articulação Minas 2016

A ação integra o trabalho do Núcleo de Articulação Minas 2016, criado em 15 de abril de 2015 pelo governador Fernando Pimentel com o objetivo de realizar as medidas necessárias para sediar os eventos associados aos Jogos Rio 2016. Coordenado pelo secretário de Estado de Esportes, Carlos Henrique Alves da Silva, o Núcleo congrega ao todo 16 secretarias e órgãos da administração estadual, que planejam e executam ações conjuntas com vistas a aumentar a eficiência das medidas e economizar recursos.

Acompanhe o Tour pelas redes sociais, via Facebook da Secretaria de Esportes e Twitter da Rio 2016.

Mais informações estão disponíveis em minas2016.mg.gov.br e www.rio2016.com.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Norte de Minas - Acidente deixa uma pessoa morta na BR-251

Norte de Minas – Acidente deixa uma pessoa morta na BR-251

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 8 de dezembro de 2016.Norte de Minas …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).