Inicio » Colunistas » Hesiodo José » Coluna do Hesiodo José – Fragmentos Diários (aumento e também invento)

Coluna do Hesiodo José – Fragmentos Diários (aumento e também invento)

Zé Vicente e sua gente

 Senhoras e senhores esta coluna resistente a todas as manobras pejorativas que existem nas histórias em quadrinhos, tem o dever de pedir que todos tomem cuidado. Parece que estamos ouvindo a poesia do Tiririca “Pior que ta não fica” foi o sentimento que a  Dona Geralda Priquitêra tivera no momento em que entregaram a chave da cidade ao Zé Vicente e Sua Gente, “Eu não quero que ninguém entre na minha casa, quando eu estiver vendendo pastel no mercado!” Disse Nenga Fiofó, com receio de que o Zé e Sua Gente confisquem suas revistas de sexo. A verdade é que o pobre do Zé será apenas uma marionete nas mãos do Presidiário que governava Montes Claros. 

Pesquisadores da Universidade de São João da Lagoa, no Estado Unidos, de Minas Gerais descobriram  que pessoas que continuam amigas de seus “ex” tendem a psicopatia

Então, chega o dia de dizer adeus, foda-se!. Ou não. Para muita gente, manter uma amizade com um (a) ex após o fim de um relacionamento é uma opção viável e tragável, enquanto outras pessoas não conseguem sequer imaginar tal situação. Seja como for, certamente todos sentem, em algum grau, um estranhamento com a experiência de deletar fortuitamente e  totalmente de sua vida alguém que passou um bom tempo ao seu lado (às vezes muitos anos) compartilhando uma vida íntima a dois, inclusive fazendo cocô com a porta do banheiro aberta. Uma das questões com mais peso quando falamos em converter uma relação amorosa em uma relação amistosa é o fato de não haver perfeito sincronismo quanto ao (des)investimento afetivo. Em uma separação, costumam ficar bem demarcados os papéis de quem está terminando tudo e de quem está sendo deixado. A sensação é de que há fatalmente dois lados opostos na história: um lado que entra com o pé e outro lado que entra com o cú. Mesmo quando o término parece ser consensual, é muito improvável que ambos tenham decidido simultaneamente pela separação. A dificuldade de virar a página pode ser tamanha, que sabemos que é a coisa mais normal hoje as pessoas monitorarem o ex através das redes sociais por um bom tempo. Há um tipo de comunicação pós-separação chamada de escatelopis, onde cada um publica indiretas e finge que não lê as do outro. É como se fosse uma espécie de moratória emocional amenotripada, onde se adia o sofrimento de uma ruptura definitiva, desabafando as questões que tenham ficado engasgadas. Mas há aqueles que facilmente tornam-se amigos. E foi baseado nisso que os pesquisadores realizaram o estudo. O resultado foi surpreendente, sugere que eles (os ex-pombinhos) possam ser psicopatas e, também, possuem traços de personalidade nucuzilda  que incluem narcisismo,  maquiavelismo e satanismo cosmico .

“Atenção: Esta coluna não entrará na justiça contra possíveis plagiadores dos seus textos, como também em hipótese alguma aceitará que outros digam que seus artigos foram copiados por nós. E fim de papo.

Riso da hora

Padre novato, iniciou nervoso seu primeiro sermão na paróquia, preocupado com a presença de um bêbado no primeiro banco. O bêbado o acompanhava atento, sem qualquer manifestação que não fosse o irritante soluço característico da espécie. – Então Jesus, prosseguia o padre, saciou a fome de seu cinco seguidores com apenas cinco mil pães. Percebeu o erro que cometera mas não tentou consertar para não chamar a atenção dos fiéis, em sua maioria sonolentos e aparentemente distraídos. O bêbado entretanto, único que parecia estar atento, disse em alto e bom tom, provocando vários risos entre os presentes: – Cinco mil pães para cinco pessoas ? HIC…Assim até eu. No ano seguinte, na mesma época, chegou o momento de repetir o sermão. O mesmo padre, agora já com alguma experiência, notou novamente o mesmo bêbado sentado no mesmo banco. – E então Jesus, falou o padre frisando bem os números, com somente CINCO pães, alimentou e saciou a fome de CINCO MIL seguidores.Lançou um olhar vitorioso para o bêbado e ouviu este comentário em voz bem alta: – Também não é vantagem nenhuma, HIC… , com a sobra do ano passado até eu. 

Fica assim, amanhã tem mais…

Por Hesiodo José

Hesiodo José

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

VLI abre vagas para programa Jovem Aprendiz em Montes Claros

VLI abre vagas para programa Jovem Aprendiz em Montes Claros

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 8 de dezembro de 2016.VLI abre vagas …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).